Os corais da Grande Barreira da Austrália estão a morrer. Cientistas alertaram, esta quarta-feira, para o facto de o aquecimento global estar a perturbar de forma irreversível este ecossistema.

Nos últimos 25 anos, metade dos corais nesta zona foram afetados pelo aumento da temperatura das águas. As mais prejudicadas são as espécies maiores, especialmente aquelas que apresentam forma de mesa e ramificações. Algumas chegaram mesmo a desaparecer da parte mais a norte da Barreira.

Metade dos corais da Grande Barreira da Austrália morreram nos últimos 25 anos

Este ecossistema subaquático pode perder o seu estatuto de Património Mundial devido à sua degradação, que se deve em grande parte à recorrência de episódios de branqueamento de corais, que é consequência das alterações climáticas.

Os recifes podem recuperar se a água esfriar, mas também podem morrer se o fenómeno persistir.