Os deputados do PSD eleitos pelo círculo de Viana do Castelo vão exigir ao Governo a conclusão de obras de ligação fronteiriça, reclamadas “há muito pela região”, pela “extrema importância para a competitividade do território”, foi esta terça-feira revelado.

Em comunicado enviado às redações, os deputados Jorge Mendes, Eduardo Teixeira e Emília Cerqueira apontam a beneficiação da estrada que liga o Itinerário Complementar 28 (IC28) à fronteira da Madalena, em Ourense, na Galiza, em Espanha, e a conclusão da Autoestrada 28 (A28) entre Vila Nova de Cerveira e a Autoestrada 3 (A3) em Valença, na fronteira com a cidade galega de Tui, como sendo de “extrema importância”.

Contactada pela Lusa, fonte do partido adiantou que “os três deputados eleitos pela região vão aproveitar a discussão do Orçamento do Estado para 2021, na próxima semana, para exigir a conclusão daquelas vias”.

Na segunda-feira, os três deputados visitaram as vias em causa, nos concelhos de Valença, Arcos de Valdevez e Ponte da Barca, e hoje insistem com a sua “extrema importância para a mobilidade e para competitividade dos territórios e das empresas do Alto Minho”.

Esta questão já tinha sido levada ao parlamento pelos deputados de forma a que ficasse como uma das conclusões do VIII Fórum Parlamentar Luso-Espanhol, realizado em setembro. Recentemente, na cimeira ibérica a questão não foi abordada, uma decisão dos governos socialistas de Lisboa e Madrid”.

Os deputados lembram que, recentemente, os presidentes das Câmaras de Arcos de Valdevez e Ponte da Barca, ambos do PSD, pediram ao Governo para incluir a ligação do IC28 à Madalena no Plano de Recuperação e Resiliência de Portugal “como obra prioritária”.

Reclamada “há mais de uma década” aquela via permitirá “alavancar as relações económicas e transfronteiriças e a atratividade dos municípios e da região”.

Também na segunda-feira, após uma reunião de trabalho com os três deputados do PSD, o autarca independente de Vila Nova de Cerveira sublinhou “a urgência do prolongamento da A28 até Valença, como forma de aliviar o tráfego, especialmente de veículos pesados de mercadorias que transitam na Estrada Nacional (EN) 13″.

A autoestrada A28 liga o Porto a Caminha, passando por Viana do Castelo.

O troço da A28 entre a capital do Alto Minho e a freguesia de Vilar de Mouros, no concelho de Caminha, foi inaugurado em 2005 pelo então primeiro-ministro José Sócrates.

Tem uma extensão de 25 quilómetros e custou cerca de 160 milhões de euros.

Para o presidente da Câmara de Valença, Manuel Lopes (PSD), citado na nota, a região “precisa de vias de comunicação que facilitem a mobilidade e o desenvolvimento económico da região”.