Barack Obama criticou o presidente Donald Trump na primeira intervenção ao vivo que protagonizou na campanha de Joe Biden, em Filadélfia, estado norte-americano da Pensilvânia: “Esperava, pelo bem do país, que ele mostrasse algum interesse em levar o cargo a sério, mas isso não aconteceu. Não mostrou nenhum interesse em fazer o seu trabalho ou em ajudar alguém além de si mesmo“.

O ex-presidente dos Estados Unidos afirmou que Trump gere a Casa Branca como um “reality show”, o que terá tido consequências para o país em tempos de pandemia provocada pelo novo coronavírus: “Perderam-se milhões de empregos, a nossa orgulhosa reputação mundial está em farrapos“.

Pode rever o discurso de Barack Obama no link aqui em baixo. A intervenção aconteceu pouco depois de o democrata ter reunido com líderes da comunidade da cidade da Filadélfia. Também pode rever o encontro neste vídeo partilhado pela campanha de Joe Biden.

Os negócios de Donald Trumo com a China também foram citados no discurso de Obama. Sobre a conta secreta que o presidente norte-americano mantém no país liderado por Xi Jinping, o democrata comentou: “Oiçam, imaginam o que seria se eu tivesse uma conta secreta num banco chinês quando estava a concorrer para a reeleição? Não acham que a Fox News teria ficado preocupada com isso? Iam chamar-me Beijing Berry”.

Mas nem só de farpas contra Donald Trump foi feito o discurso de Barack Obama. O ex-presidente também elogiou o candidato Joe Biden: “Passei a admirar o Joe como um homem que aprendeu desde cedo a tratar todos os que encontra com dignidade e respeito. Nunca chamaria os homens e mulheres, nossos militares, de tolos e perdedores”.

Esta é a primeira vez que o ex-presidente dos Estados Unidos faz uma aparição pública ao vivo na campanha para as presidenciais — precisamente no estado natal do ex-vice-presidente e um dos estados que pode determinar o sentido das eleições.

A participação de Barack Obama está a ser adaptada para manter as regras de distanciamento físico, aconselhadas pelas autoridades de saúde por causa da pandemia de Covid-19. O ex-presidente norte-americano discursou no Citizens Bank Park, num modelo “drive-in” em que os apoiantes o ouviram através dos rádios nos automóveis.

Os oficiais de campanha de Joe Biden distribuíram bilhetes que permitiam assistir ao discurso no local. Mas todo o discurso de Barack Obama pode ser acompanhado através da internet, na página oficial da campanha do democrata e nas redes sociais. Tumar Alexander, diretor de gestão da campanha, anunciou ontem que o discurso seria “de noite”, mas não tinha avançado uma hora para o início do evento.

Fontes oficiais da campanha de Joe Biden já tinha avançado que o discurso de Barack Obama é principalmente dirigido aos eleitores negros, sobretudo do sexo masculino. A população afro-americana na Pensilvânia representa 10% do eleitorado mas, embora tenda a apoiar maioritariamente o democrata, toda a ajuda é bem-vinda: em 2016, enquanto apenas 1% das eleitoras negras apoiou Trump, a percentagem entre os homens negros era de 14%.