A proibição de deslocação entre concelhos decretada em Conselho de Ministros esta quinta-feira levou o presidente da Mesa da Assembleia Geral do Benfica, Virgílio Duque Vieira, a substituir o encontro que tinha como tema o voto eletrónico por uma discussão a propósito da data para o sufrágio dos encarnados, marcado para dia 30 que já terá em vigor as restrições de circulação no País. E houve mesmo mudança, para a próxima quarta-feira.

Antes do encontro, o Observador sabe que foram colocadas duas hipóteses em cima da mesa: uma mais natural, de adiar no máximo uma semana, e outra que apertaria e muito o calendário que passava por antecipar uns dias as eleições, indo de acordo com os estatutos e prevenindo um possível contexto de pandemia ainda pior na próxima semana. A última acabou por imperar, com a data a passar para dia 28 de outubro.

“Conforme é do conhecimento público não será possível a realização do ato eleitoral para os órgãos sociais do Benfica na data inicialmente prevista, dia 30 de outubro, decorrente das rigorosas restrições anunciadas pelo Conselho de Ministros, de proibição de livre circulação de cidadãos entre Concelhos, entre os dias 30 de outubro e 3 de novembro. De acordo com o previsto agravamento da situação pandémica para os próximos tempos, conforme assumido publicamente pelos responsáveis e especialistas da área da saúde com a inerente implementação das mais variadas medidas de segurança e restrição”, explicou o clube em comunicado.

“Respeitando o rigoroso cumprimento dos Estatutos do Clube, que estabelece e define, nos termos do artigo 55, número 2, alínea a) de que os atos eleitorais para os órgãos sociais do Clube (Mesa da assembleia Geral, Direção e Conselho Fiscal) devem realizar-se entre 24 e 31 de outubro, de quatro em quatro anos. A Mesa de Assembleia Geral do Benfica reunida hoje com representantes das quatro listas candidatas às eleições dos Órgãos Sociais do Benfica comunicou-lhes a decisão de antecipar e convocar o ato eleitoral para o próximo dia 28 de outubro de 2020, quarta-feira, nos termos e condições previstos na convocatória anteriormente publicada, designadamente quanto a horários e locais de voto”, confirmou de seguida na mesma missiva.