O número de visitantes em Macau em setembro quase que dobrou em relação a agosto, devido à retomada da emissão de vistos por parte da China, contudo ainda muito longe dos números habituais registados na cidade.

Em setembro, chegaram ao território 449.085 visitantes, mais 97,7% que em relação a agosto, devido à reabertura dos vistos individuais e de grupo da China continental para o território no dia 23 de setembro, suspensos desde o início da pandemia, indicou em comunicado a Direção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC).

Apesar disso, se comparamos com setembro de 2019 o número de visitantes desceu 83,8%.

Ainda na mesma nota, as autoridades indicaram que nos primeiros nove meses do ano entraram em Macau 4.019.104 visitantes, menos 86,7%, face ao período homólogo de 2019.

Os números de excursionistas (2.219.383) e de turistas (1.799.721) decresceram 86,1% e 87,4%, respetivamente”.

Os resultados continuam muito longe dos registados em 2019, quando Macau foi visitado por quase 40 milhões de pessoas.

O Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro semestre ‘encolheu’ 58,2%, em comparação com o período homólogo de 2019, e a diminuição no segundo trimestre foi de 67,8%, também em termos anuais.