África registou nas últimas 24 horas mais 345 mortes relacionadas com a covid-19, aumentando para 45.954 o total de vítimas mortais do novo coronavírus, que já infetou 1.904.820 pessoas na região, segundo dados oficiais.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), nos 55 Estados-membros da organização registaram-se nas últimas 24 horas mais 13.076 casos de infeção com o novo coronavírus.

O número de recuperados é agora de 1.607.108, mais 9.968 do que na véspera.

O maior número de casos de infeção e de mortes regista-se na África Austral, com 827.660 infeções e 21.470 mortes por covid-19. Nesta região, a África do Sul, o país mais afetado do continente, contabiliza um total de 740.254 casos de infeção e 19.951 mortes.

O norte de África, a segunda zona mais afetada pela pandemia, regista um total de 589.130 pessoas infetadas e 16.026 mortos e na África Oriental há 231.368 casos e 4.494 vítimas mortais.

Na região da África Ocidental, o número de infeções é de 195.067, com 2.800 vítimas mortais, e a África Central regista 61.595 casos e 1.164 óbitos.

O Egito, que é o segundo país africano com mais vítimas mortais, a seguir à África do Sul, regista 6.394 mortos e 109.654 infetados, seguindo-se Marrocos, que contabiliza 4.425 vítimas mortais e 265.165 casos de infeção.

A Argélia surge logo a seguir, com 63.446 infeções e 2.077 mortos.

Entre os seis países mais afetados estão também a Etiópia, que regista 100.327 casos de infeção e 1.537 vítimas mortais, e a Nigéria, com 64.336 infetados e 1.160 mortos.

Em relação aos países africanos que têm o português como língua oficial, Angola lidera em número de mortos e Moçambique tem o maior número de casos.

Angola regista 308 óbitos e 12.816 casos, seguindo-se Cabo Verde (101 mortos e 9.499 casos), Moçambique (99 mortos e 13.892 casos), Guiné Equatorial (85 mortos e 5.102 casos), Guiné-Bissau (43 mortos e 2.419 casos) e São Tomé e Príncipe (16 mortos e 962 casos).

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito, em 14 de fevereiro, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.263.890 mortos em mais de 50,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.