A certa altura, nos comentários internacionais do Grande Prémio de Portugal, surgiu uma comparação que mostra bem o desempenho de Miguel Oliveira em Portimão: “Foi uma vitória à Marc Márquez”. Que é como quem diz, foi uma vitória “sem espinhas”, de domínio completo, num fim de semana perfeito com pole position, triunfo na corrida e volta mais rápida para o português. E também por isso foi mais fácil não só acompanhar a corrida mas preparar as reações ao dia histórico do piloto nacional, que encheu de orgulho as mais altas figuras do País, do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, ao primeiro-ministro, António Costa.

Calculista, genial, perfeito: Miguel Oliveira faz (mais) história e conquista Grande Prémio de Portugal

“Está de parabéns Miguel Oliveira pela sua extraordinária vitória de hoje, em Portimão, em Portugal. Estão de parabéns os portugueses por este momento de alegria no meio de tantos meses de sacrifício e de sofrimento. O desporto português, desta vez no motociclismo, demonstra ser do melhor do mundo. O Presidente da República agradece ao nosso campeão nesta prova tão simbólica o contributo que deu e dá para o reforço da vontade de triunfar em tantos outros domínios da vida nacional”, destacou Marcelo Rebelo de Sousa pouco depois do final da prova, numa nota que foi publicada no site da presidência.

“Parabéns ao Miguel Oliveira, que venceu hoje o Grande Prémio de Portugal. Uma grande prova e um orgulho para o desporto português no regresso do MotoGP ao nosso país”, destacou no Twitter o primeiro-ministro, António Costa. “Miguel Oliveira!!!!!! Que orgulho termos um motociclista português com este talento! Recordista do Autódromo Internacional do Algarve e vencedor do Grande Prémio de Portugal”, escreveu na mesma rede social João Paulo Rebelo, secretário de Estado da Juventude e Desporto.

“O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, em seu nome e em nome da Assembleia da República, felicita Miguel Oliveira pela vitória do Grande Prémio de Portugal em MotoGP, que hoje teve lugar no Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão. O desporto português, agora na modalidade do motociclismo, está uma vez mais de parabéns, demonstrando a qualidade mundial dos seus atletas”, assinalou também Ferro Rodrigues, presidente da Assembleia da República, numa nota enviada à agência Lusa.

“Os meus parabéns ao Miguel Oliveira, mais um desportista português de grande nível internacional”, escreveu também no Twitter o presidente do PSD, Rui Rio. Ainda no plano mais institucional, a Federação Portuguesa de Futebol e a Liga de Clubes deixaram mensagens de parabéns através das redes sociais.

“Somos mesmo uma Nação Valente! Parabéns Miguel Oliveira! O teu exemplo intensifica o orgulho de ser português”, salientaram nas redes sociais as Forças Armadas. “Parabéns Miguel Oliveira. Grande vitória e em Portugal”, elogiou a Marinha, também no Twitter. Benfica, Sporting, FC Porto ou o treinador dos dragões, Sérgio Conceição, foram outras das instituições ou figuras que foram deixando os parabéns ao piloto português.

No entanto, nem tudo foram rosas neste caminho até ao triunfo, como o próprio Hervé Poncharal, chefe da Tech3, assumiu em declarações à SportTV após a vitória. “Estamos muito felizes pela vitória mas também por termos dado ao Miguel a possibilidade de vencer aqui. Sei que era muito importante para ele. Foi um fim de semana perfeito: um tempo fantástico, o circuito, a vitória, a pole position, o recorde da pista. Não podíamos ter pedido mais. A única coisa que me deixa triste é o Miguel ir para outra equipa mas foi muito bom… Como foi o dia? Agora sinto-me bem mas desde esta manhã foi tudo muito tenso. Durante a corrida praticamente não consegui falar nem fazer nada. Quando lideras uma prova de princípio a fim é muito difícil. Foram quase 25 voltas sem respirar!”, referiu o responsável que mostrou bem a ligação próxima ao português no abraço entre ambos após o triunfo.