Parte boa, confirmada na Escócia: o Benfica é uma equipa com particular facilidade em marcar golos, levando 31 nos primeiros 13 jogos da temporada, um registo que encontra paralelo apenas na primeira temporada de Jesus na Luz, em 2009/10, quando lá na frente andavam nomes como Aimar, Di María, Saviola e Óscar Cardozo. Parte má, confirmada na Escócia: o Benfica é uma equipa com particular facilidade em sofrer golos, levando 18 nos primeiros 13 jogos da temporada, um registo que encontra paralelo apenas na temporada de 1961/62, quando os tempos eram outros e os campeões europeus de Eusébio e companhia eram um rolo compressor. Coincidência ou não, foi de um guarda-redes e de um avançado que mais se falou após o encontro, com o técnico a elogiar as prestações de Helton Leite e Gonçalo Ramos sem o compromisso que ambos sejam titulares nos próximos jogos.

Hoje foi ao contrário: Gonçalo esperava mais de Jesus (a crónica do Rangers-Benfica)

“Não jogámos contra uma equipa qualquer, o Rangers é uma excelente equipa que ganhou a duas equipas do nosso Campeonato. Sabíamos que seria um jogo difícil. Agora o jogo pareceu fácil porque a qualidade do Benfica fez com que quem estivesse a ver aceitava que o Benfica, pelo que jogava, era melhor. Tanto assim que fizeram-nos dois golos mas a equipa voltou a ter o mais importante: cultura de campeão, que é aquilo que temos implementado. Acreditar, com alma e coração. Foi isso que tivemos. Modificou o resultado. Hoje ganhando estaríamos praticamente apurados, mas demos um passo em frente. Os jogadores estão de parabéns pela forma como conseguiram mudar um resultado, contra uma equipa que tinha uma ideia de jogo que passava por reagir à nossa perda de bola, jogando muito em contra-ataque. Mas hoje, ao contrário do último jogo, as nossas mudanças foram para melhorar”, começou por resumir o treinador encarnado na flash interview.

“Se Gonçalo Ramos hoje convenceu? Isso é uma forma ligeira de fazer uma pergunta com segundas intenções… Comigo não há segundas intenções, há primeiras. E a primeira é que o Gonçalo Ramos é um excelente jogador e estava convencido que em Paredes ia jogar melhor, por isso é que o pus a jogar. O Gonçalo tem um nível de jogo, uma bitola que eu sei qual é, hoje já esteve dentro daquilo que achamos, falei com ele depois do Paredes e disse-lhe que ia continuar a ter a minha confiança. Antes de entrar para o jogo disse-lhe que ia fazer golo, para não fugir muito da área que ia fazer golo. Se me perguntar se o Gonçalo Ramos é um miúdo com muito futuro e muito valor, e que no último jogo não esteve ao nível? Aí está bem, mas com segundas intenções não”, atirou na zona de entrevistas rápidas da SportTV, antes de assumir mais tarde que a exibição não faz do jovem titular.

“Achei que era era um jogo que o Helton [Leite] deveria jogar. Não o conheço tão bem e o jogo com o Paredes não foi um grande teste para ele. Esteve bastante bem. Ia sacando o primeiro golo com uma grande defesa, o segundo é um remate que não tem defesa. Falei com ele e disse-lhe que ia jogar o segundo jogo mas que podia ser o melhor em campo que no próximo jogo o Ody [Vlachodimos] é que ia ser titular”, explicou na conferência.

Do lado dos jogadores, Gonçalo Ramos esclareceu como ouviu as palavras de Jesus no final do jogo com o Paredes, ao passo que Helton Leite salientou a importância do ponto conquistado na luta pelo primeiro lugar.

“É sempre importante entrar e ajudar a equipa ao máximo. Sou igual aos restantes do plantel. Críticas depois do jogo da Taça de Portugal? Não acho que tenham sido críticas… O mister demonstra que confia em mim e puxa por mim, tal como puxa pelos outros jogadores. Jogar na Liga Europa? É uma experiência fantástica, um sonho de criança, e aprendo com toda a gente, desde colegas a treinadores”, comentou Gonçalo Ramos à SportTV.

“Não ganhámos, conseguimos apenas um empate. Vínhamos para ganhar mas não conseguimos. Precisávamos de marcar para voltar a ter confiança. Se tivéssemos mais minutos, poderíamos conseguir ganhar o jogo. Vamos preparar-nos para o próximo jogo da Liga Europa e tentar garantir os três pontos”, assumiu Helton Leite.