Pizzi foi suplente utilizado em Glasgow frente ao Rangers (33′) e marcou. Pizzi foi totalista na Madeira frente ao Marítimo e marcou (90′). Pizzi foi substituído na Luz frente ao Lech Poznan depois de ter marcado (60′). O médio voltou a ser a grande referência ofensiva do Benfica nos últimos encontro mas com uma nuance importante no jogo desta noite contra os polacos: atuou numa posição mais avançada pelo corredor central, tendo Darwin Núñez por perto, em vez de atuar como 8 ou falso ala direito. Foi nessa posição que mais brilhou, foi nessa posição que atingiu o que só conseguira uma vez nos encarnados: marcar um golo e fazer duas assistências no mesmo encontro.

A afirmação de Pizzi deixou uma questão a Jesus: faz mais falta um 8 ou um central? (a crónica do Benfica-Lech)

Contas feitas, o internacional português esteve em dez dos últimos 14 golos do Benfica. Mais do que isso, chegou a números invulgares na Liga Europa, ainda para mais tratando-se de um médio: por cada 34 minutos que leva na prova conseguiu fabricar um golo, a marcar ou a assistir. Com isso, chegou aos sete golos na presente temporada (cinco na prova europeia, dois no Campeonato), elevando o conjunto de Jorge Jesus a segundo melhor ataque da competição com cinco jornadas disputadas, com os mesmos golos do Arsenal (16) e um do Bayer Leverkusen (17). No entanto, e no final do encontro, o capitão preferiu colocar o enfoque na passagem e no coletivo.

“Foi uma noite muito boa para todos. Desde o primeiro momento que entrámos concentrados, sabíamos bem aquilo que tínhamos de fazer. Acho que foi um grande jogo da nossa parte, quer defensivamente quer a atacar, fizemos quatro golos e não sofremos. Carimbámos o apuramento para a próxima fase e estamos muito felizes por isso. 16 golos? A nossa equipa, em todos os setores mas sobretudo na parte da frente, tem jogadores de muita qualidade, que podem decidir jogos e que são muito imprevisíveis. Temos uma equipa que trabalha para conseguir marcar e não sofrer. Conseguimo-lo. Ganhámos por uma margem folgada e não sofremos golos, contra uma equipa que tentou sempre jogar. Fomos bastante sólidos e há que dar os parabéns a todos os jogadores”, começou por referir na zona de entrevistas rápidas da Sport TV após o encontro.

“Jogámos no nosso estádio e queríamos carimbar já a classificação. Sabemos que vai ser um mês bastante difícil mas isto já é o normal, com várias competições e vários jogos. É melhor estarmos a jogar do que a treinar. O que queremos é estar lá dentro a jogar e a competir. Queremos um bom mês de dezembro. Se a troca de posição com o Chiquinho ajudou? Toda a gente esteve muito bem, não só o Chiquinho. Foi um jogo muito bem conseguido da nossa equipa. Agora é descansar bem porque domingo já temos outra batalha”, comentou depois na flash interview da SIC, recordando também o triunfo conseguido na Madeira: “Toda a gente sabe que é um campo complicado. A resposta que a equipa deu aqui e na Madeira foi ótima e estamos felizes com mais esta vitória”.

“Sabíamos que uma vitória dava o apuramento e fomos à procura dela. Fomos muito pragmáticos, eficazes, porque fizemos quatro golos mas não tivemos assim tantas oportunidades. Às vezes precisamos de dez oportunidades, hoje não foi preciso, só precisámos de cinco ou seis. Pizzi com Darwin? O Pizzi tem uma coisa em relação ao Luca [Waldschmidt], que é ser mais rápido. O Pizzi tem golo sempre que joga ali. É um jogador que tem uma velocidade de decisão muito grande. São dois jogadores importantes para dois tipos de jogos, para outros jogos serão mais importantes outras características. Os jogos é que nos dão as nossas estratégias e opções”, destacou a esse propósito Jorge Jesus, que abordou também a Liga Europa daqui para a frente.

“Esta já não é a Liga Europa de há uns anos, vocês vão ver quais são as equipas a partir dos oitavos de final. Quando se chega aos oitavos ou aos quartos só temos equipas de Champions. A partir daí será Champions, não será uma Liga Europa”, salientou o treinador dos encarnados, que irá discutir na Bélgica frente ao Standard Liège o melhor resultado para ficar à frente do Rangers no grupo antes de seguir para os 16-avos de final da prova.