A Associação Humana Fraternitas, a Liga Portuguesa dos Direitos Humanos e a Universidade Lusófona assinalam na próxima quinta-feira o Dia Internacional dos Direitos Humanos com uma exposição gráfica no Liceu Passos Manuel em Lisboa.

Em comunicado, a Associação Humana Fraternitas, presidida pelo jornalista Meira da Cunha, salienta que neste ano marcado pandemia da Covid-19 se comemora o 75º Aniversário da Carta das Nações Unidas – “um momento de grande simbolismo para reavivar a esperança da construção de um futuro melhor, mais justo e mais fraterno”.

Observando com rigor as normas sanitárias inerentes à situação pandémica, no Dia internacional dos Direitos Humanos, 10 de dezembro, estará patente no emblemático Liceu Passos Manuel, em Lisboa, uma exposição da expressão gráfica da autoria do cenógrafo José Manuel Castanheira”, refere-se na nota.

De acordo com a Associação Humana Fraternitas, a exposição apresenta uma ideia para a construção de um monumento à fraternidade universal e aos Direitos Humanos “que se pretende erguer na margem europeia do Atlântico, em território português, numa latitude correspondente à da Estátua da Liberdade [de Nova Iorque], na zona da Aveiro”.

A proposta para a construção deste monumento já foi objeto de uma petição pública apresentada à Assembleia da República, tendo a iniciativa partido da Associação Humana Fraternitas.

Uma iniciativa que visou “a criação de condições colaborativas e a envolvência da sociedade civil, agentes políticos e organizações nacionais e internacionais para que possibilitem a concretização do projeto, que deverá arrancar, desejavelmente, durante o ano em que se assinala o 75º Aniversário da Carta das Nações Unidas”, afirma Meira da Cunha.

A Associação Humana Fraternitas foi fundada em 7 de Maio de 2015, em escritura pública notarial. Tem por objecto estatutário “o desenvolvimento de actividades direccionadas para a promoção dos valores da Fraternidade Humana, expressos nos princípios constitutivos das Nações Unidas e da Declaração Universal dos Direitos Humanos.