O município da Guarda está a proceder à entrega de licenças de utilização da plataforma online “Escola Virtual” aos dois agrupamentos escolares do concelho, foi esta terça-feira anunciado.

Atendendo à nova realidade provocada pela pandemia por Covid-19, o município da Guarda entrega esta semana aos agrupamentos de Escolas da Sé e Afonso de Albuquerque licenças de utilização da plataforma online Escola Virtual, num investimento que corresponde a 16.500 euros”, refere a autarquia em comunicado.

Segundo o município presidido por Carlos Chaves Monteiro, a medida “irá abranger 1.316 alunos e professores do 1.º Ciclo do Ensino Básico do concelho da Guarda, do 1.º ao 4.º ano, e terá um prazo de utilização de um ano letivo, podendo ser extensível”.

A autarquia lembra na nota enviada à agência Lusa que devido à pandemia causada pela Covid-19, também já tinha colocado à disposição dos alunos dos escalões A e B da Ação Social Escolar 200 computadores, “para reforçar a capacidade das escolas do concelho no ensino à distância”.

A “Escola Virtual” é uma plataforma de e-learning colaborativa, onde o corpo docente é responsável pela transmissão do conhecimento e acompanhamento da aprendizagem dos alunos com recursos e ferramentas de apoio ao estudo e aprendizagem, segundo a fonte.

“A plataforma fornece ferramentas para planeamento de aulas, como testes interativos, relatórios de desempenho dos alunos, criação de turmas/grupos personalizados e sugestão de conteúdos”, conclui.

A Guarda é cidade educadora desde 2009, data em que aderiu como membro efetivo à Associação Internacional das Cidades Educadoras.