A plataforma de arrendamentos Airbnb vai impedir as reservas na área metropolitana de Washington D.C. na semana em que decorrerá a tomada de posse de Joe Biden. Todas as reservas feitas a partir desta quarta-feira fora da área metropolitana da capital norte-americana para a semana de 20 de janeiro serão bloqueadas.

A iniciativa da Airbnb surge depois de as forças de segurança dos Estados Unidos terem admitido a possibilidade de novas manifestações violentas, semelhantes às que mataram cinco pessoas numa invasão ao Capitólio dos Estados Unidos a 6 de janeiro.

Muitos dos atacantes envolvidos na invasão do Capitólio, onde o Congresso estava reunido para oficializar a vitória de Joe Biden nas eleições de novembro, estavam hospedados em apartamentos arrendados a partir do Airbnb. Nas redes sociais, há movimentos que parecem estar a organizar-se para repetir o golpe.

De acordo com a Airbnb, “foram identificados vários indivíduos que estão associados a grupos de ódio conhecidos ou que estiveram de alguma forma envolvidos na atividade criminosa no Capitólio”, lê-se no comunicado citado pela Agence France-Presse. Todos eles foram banidos da plataforma.

Muriel Bowser, presidente da Câmara de Washington, pediu aos visitantes que permanecessem em casa e não compareçam à 59ª posse presidencial de 20 de janeiro. “Participem virtualmente”, pediu a autarca norte-americana.