Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Jason Dupasquier, luso-suíço de 19 anos da Prüstel, foi levado ao início da tarde de sábado de helicóptero para uma unidade hospitalar em Florença após uma aparatosa queda no último minuto da qualificação de Moto3 do Grande Prémio de Itália. O piloto esteve mais de meia hora a ser assistido na pista pelas equipas médicas antes de ser levado para o hospital, onde se encontra nesta altura em estado “muito grave”.

Tudo se passou à saída da curva 9, a Arrabbiata 2, quando Jason Dupasquier perdeu o controlo da moto, teve uma queda aparatosa e terá sido atropelado por Ayumu Sasaki, da Tech3, que com esse movimento acabou também por cair sem controlo mas sem lesões com gravidade. Jeremy Alcoba, da Gresini, também foi asfalto no seguimento das quedas, tendo saído pelo seu próprio pé do local também sem lesões aparentes.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

De acordo com o jornal As, que cita uma fonte da Federação Internacional de Motociclismo, o luso-suíço terá sofrido um edema cerebral e um forte impacto no tórax. Alguns meios de comunicação italianos deram conta que Jason Dupasquier foi alvo de uma operação de urgência ao cérebro pelas lesões sofridas.

“O Jason Dupasquier esteve envolvido num sério acidente durante a qualificação do Moto3. A equipa médica assistiu-o no local, tendo sido depois transportado para o hospital de Florença numa fase em que estava hemodinamicamente estável. De momento, sabemos que se encontra em estado muito grave e estamos à espera de mais informações por parte do hospital”, explicou Giancarlo di Filippo, médico da Federação Internacional de Motociclismo, nas primeiras declarações oficiais sobre o acidente e a situação do luso-suíço.