Como é habitual nas novidades do mundo automóvel, também as fotos oficiais do Mégane E-Tech Electric, o segundo automóvel eléctrico da Renault, depois do Zoe, não conseguiram ficar longe do conhecimento do público até à data da sua divulgação, agendada para o Salão de Munique, na Alemanha. Desta vez, a fuga parece ter sido originada pela publicação Forococheselectricos, que publicou as fotos e divulgou uma série de dados sobre o novo crossover francês.

O Mégane eléctrico é um elemento fundamental na estratégia para os veículos a bateria da Renault, sendo o primeiro modelo da marca a recorrer a uma plataforma específica, a CMF-EV, de forma a maximizar as vantagens e reduzir os custos, isto apesar de exigir investimentos iniciais mais elevados, até do ponto de vista industrial.

3 fotos

O crossover francês será igualmente o primeiro a utilizar os novos motores eléctricos, mais eficientes sob o ponto de vista energético, bem como as novas baterias, com o Mégane a ser proposto de início com packs com capacidades de 40 kWh e 60 kWh, o que lhe garante 470 km de autonomia com o acumulador de maiores dimensões.

O Mégane crossover eléctrico monta, para já, apenas um motor à frente, com uma potência de 215 cv, segundo foi comunicado inicialmente pelo construtor, o que lhe confere apenas tracção às rodas da frente. Contudo, como o crossover da Renault recorre à mesma plataforma do Nissan Ariya, não é impossível que o modelo possa vir a oferecer versões com dois motores, um por eixo, para assegurar a tracção integral.

Sem ser demasiado volumoso, certamente para não comprometer o rendimento aerodinâmico e o peso, o Mégane é mais alto do que os automóveis convencionais, exibindo um certo ar de SUV. Por dentro, é visível o generoso painel de instrumentos digital, associado a um ecrã central vertical de grandes dimensões. Lamentavelmente, as fotos não revelam o espaço reservado para o banco traseiro, ou para a bagageira.

O Mégane E-Tech Electric será fabricado em França, com as entregas a clientes a estarem previstas para a primeira metade de 2022.