1. O que é o SingularityU Portugal Summit Cascais?

  2. Uma cimeira global sobre disrupção tecnológica aplicada aos desafios da humanidade, que acontece pela primeira vez em Portugal. Um leque de especialistas mundiais em tecnologias de aceleração exponencial juntam-se aos ‘líderes’ portugueses – os do presente e os do futuro – para partilharem conhecimento sobre as ferramentas necessárias para competir – e, de preferência, vencer – num mundo em constante mudança.

  3. Quer participar gratuitamente nesta cimeira?

  4. Gostava de participar na cimeira, mas está a pensar que os bilhetes  devem ser caros? Não se engana. Uma entrada custa 1.198,62€. É pagar esse valor, ou então aproveitar a oportunidade que a Galp está a dar de participar. São cinco entradas. cinco pessoas vão poder participar gratuitamente no evento. Como? Basta apelar à sua criatividade e responder a uma questão. Participe aqui neste passatempo e agarre a oportunidade de ‘agarrar’ o futuro. Mas tem de ser rápido, porque termina já no próximo dia 4 de outubro.

    Os vencedores serão anunciados no dia 5 através de um post no feed de Instagram da Galp.

  5. Como surgiu a SingularityU Portugal?

  6. A SingularityU Portugal surge no âmbito da Singularity University. Trata-se de uma comunidade global que foi criada em Silicon Valley, há uma década, pelos futuristas Ray Kurzweil e Peter Diamandis, com o objetivo de capacitar líderes para melhor tirarem partido de tecnologias emergentes para solucionar os desafios da atualidade.

    Um dos principais parceiros fundadores desta cimeira em Portugal é a Galp. Há dois meses a empresa esteve na Califórnia, onde se preparou para as mudanças previstas no setor da energia. Na linha da frente da inovação e das novas tecnologias, a Galp enfrenta o desafio de continuar a fornecer a energia, mas de forma inovadora e mais eficiente. Além disso, juntamente com os outros parceiros, desenvolveu esforços para trazer a SingularityU para Portugal e assim contribuir para que o país não ‘perca o barco’.

  7. Que áreas vai abranger?

  8. Essencialmente, a ciência, a tecnologia e a inovação. Serão trazidos a debate temas como inteligência artificial, cidades inteligentes, robótica, Internet of Things, biotecnologia, armazenamento de energia, blockchain, sistemas e redes de computação, medicina do futuro, ambiente, educação financiamento e a cultura do trabalho do futuro.

  9. O que vai acontecer?

  10. São dois dias intensivos, que convidam a ‘desformatar’ as ideias e aprender a ver o mundo com outros olhos. Haverá palestras sobre as tendências globais que resultam do avanço tecnológico e testemunhos reais de oradores de renome. Os participantes vão também encontrar diversas oportunidades para networking, ter acesso a um Laboratório de Inovação onde várias empresas selecionadas irão apresentar as suas criações e participar em workshops.

    Os temas estarão de acordo com a realidade nacional e os participantes poderão sair do evento inspirados e com ‘energia’ para agarrarem os grandes desafios e oportunidades que se vislumbram em Portugal.

  11. Quando e onde vai acontecer?

  12. Nos dias 8 e 9 outubro em Cascais, mais concretamente no novo campus da SBE – Nova School of Business and Economics, situada em Carcavelos.

  13. Quem vão ser os oradores?

  14. São vários os especialistas em tecnologia, ciência e inovação convidados. Entre eles, David Roberts, um dos maiores especialistas do mundo em tecnologia disruptiva; Jeffrey Rogers, especialista no desenvolvimento de experiências educacionais interativas; Vivienne Ming, neurocientista, tecnóloga e empresária nomeada pela revista Inc. como uma das 10 ‘mulheres em tecnologia’; e Michelle Zappa, futurista e consultor tecnológico. Entre os oradores também vão estar também alguns portugueses, como a investigadora Elvira Fortunato e Manuel Tânger, físico e co-fundador da organização Beta-i. E estes são apenas alguns dos nomes que fazem parte de um cartaz ‘de luxo’.