815kWh poupados
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

José Bourdain

Convidado

Artigos publicados

Cuidados Continuados

Dos 300 aos 600 (Não é velocidade são mesmo euros)

As diferenças salariais para as mesmas categorias profissionais entre público e sector social/cuidados continuados chegam a ser superiores entre 60% e 80% a mais para o público.
Cuidados Continuados

Plano de Emergência na Saúde -nem passaram 60 dias

Mais uma vez, e na senda da continuidade dos Governos PS, os Cuidados Continuados foram esquecidos.
Discriminação

Imigração, sem abrigo e discriminação

Pergunto: quando termina a discriminação entre portugueses face aos imigrantes? Que sentido faz dar a um estrangeiro mais apoio financeiro (e outros) do que aqueles que se dão a um cidadão português?
Cuidados Continuados

Indignos

O Governo tem de vir a público explicar porque não cumpre o que assina, porque discrimina o sector de Cuidados Continuados.
Legislativas 2024

Legislativas 2024 e lavagem ao cérebro

Jornalistas, comentadores e «politólogos» tentam convencer-nos de que não vemos o que vemos, não ouvimos o que ouvimos, e que a realidade é outra.
Terceira Idade

Os velhos são um estorvo, só nos gastam dinheiro

Uma cama de hospital custa cerca de 700€/dia, mas 10% estão ocupadas com pessoas que podiam estar nas suas casas, num lar ou numa UCCI. Desperdiçam-se milhões.
Cuidados Continuados

Primeiro-ministro farsante e golpista 

Compromisso de Cooperação para o Sector Social e Solidário - o governo faz o que quer e os representantes do Sector Social nada fazem, não se dão ao respeito nem se fazem respeitar.
Cuidados Continuados

Governo Sectário e Discriminatório

Ao que parece, no Governo e no SNS abundam os génios e a genialidade. É pena que nos Cuidados Continuados prestadores e utentes tenham que aparar e sofrer com tantas promessas falsas
Cuidados Continuados

Melhor SNS Piores Cuidados Continuados

Ao que parece, abundam genialidade e génios no governo e no SNS. Aqui, nos Cuidados Continuados, só nos queixamos das consequências fatais da sua obra.
Eleições

Para bem de Portugal

PSD, IL e CDS têm de criar uma coligação para fornecer uma alternativa ao País. E esta coligação até podia ter o Chega (que não é de extrema-direita, apesar de dar jeito à esquerda afirmá-lo).
IPSS

O regular funcionamento das instituições

O Governo deixou as creches sem aumentos. Mas o salário mínimo não subiu? Não quer o Governo que os privados aumentem salários? Não há inflação também para os cuidados continuados e para as creches?
IPSS

Eutanásia, trafulhices e vigarices

Há inflação para todos menos para quem trabalha e usufrui dos serviços em cuidados continuados, situação que provoca um grave subfinanciamento e que já levou a que em dois anos encerrassem 207 camas.
IPSS

Sector Social: indignação

Este Governo tem uma agenda escondida de encerrar as instituições do sector social aos poucos, à medida que, também aos poucos, vai criando oferta pública para substituir a que vai encerrando.
IPSS

O serviço público escondido

Por acaso o leitor conhece algum sector da actividade económica em que praticamente 40% das empresas dão prejuízo? Pois é o caso das IPSS.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Vivemos tempos interessantes e importantes

Se 1% dos nossos leitores assinasse o Observador, conseguiríamos aumentar ainda mais o nosso investimento no escrutínio dos poderes públicos e na capacidade de explicarmos todas as crises – as nacionais e as internacionais. Hoje como nunca é essencial apoiar o jornalismo independente para estar bem informado. Torne-se assinante a partir de 0,18€/ dia.

Ver planos