Logo Observador
Igreja Católica

Papa pede união de cristãos para mostrar que a paz é possível

360

O papa Francisco pediu este sábado que todos os cristãos do mundo se mostrem unidos para demonstrar que "a paz é possível", durante um encontro com 30.000 pessoas em Roma.

MASSIMO PERCOSSI/EPA

Autor
  • Agência Lusa

O papa Francisco pediu este sábado que todos os cristãos do mundo se mostrem unidos para demonstrar que “a paz é possível”, durante um encontro com 30.000 pessoas em Roma. “A paz é possível mas não é fácil demonstrar isso neste mundo. Em nome de Jesus podemos mostrar com o nosso testemunho que a paz é possível, mas é possível se estivermos em paz entre nós”, afirmou durante um ato de oração com o movimento Renovação Carismática Católica (RCC), por ocasião do seu quinquagésimo aniversário, no Circo Máximo de Roma.

“Hoje é mais urgente do que nunca a união dos cristãos. Caminhar juntos, trabalhar juntos e amar os outros”, acrescentou.

A RCC é um movimento da Igreja Católica que nasceu na Universidade de Duquesne, na Pensilvânia, Estados Unidos, em 1967 e conta atualmente com 120 milhões de católicos.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Igreja Católica

O diabo existe… graças a Deus!

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
517

As nossas representações do diabo são ‘figuras simbólicas’, mas não o próprio demónio, cuja realidade e actuação são verdades de fé reveladas na Bíblia.

Holocausto

Pio XII, o Papa dos judeus

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
407

Durante a perseguição nazi contra os judeus, o Padre Joaquim Carreira, então reitor do Pontifício Colégio Português, em Roma, tudo fez para os defender, seguindo o exemplo do Papa Pio XII.