Logo Observador
Casamento Homossexual

Milhares em Berlim na primeira marcha após legalização de casamento homossexual

159

Dezenas de milhares de pessoas estiveram esta tarde em Berlim, na tradicional marcha do orgulho gay, na capital alemã, o primeiro encontro após a legalização recente do casamento homossexual no país.

CARSTEN KOALL/EPA

Dezenas de milhares de pessoas estiveram esta tarde em Berlim, na tradicional marcha do orgulho gay, na capital alemã, com a particularidade de este ser o primeiro encontro após a legalização recente do casamento homossexual no país.

De acordo com fontes policiais citadas pela agência France-Presse, foram “várias dezenas de milhares” que estiveram nas principais ruas de Berlim a celebrar a diversidade sexual e o orgulho gay.

A tarde, conta a AFP, esteve particularmente chuvosa, mas nem isso demoveu os presentes de assinalar o recente avanço legislativo no país.

O parlamento alemão aprovou, no final de junho, a legalização do casamento homossexual no país, um diploma que teve o apoio da oposição socialista e contou com a liberdade de voto aos deputados conservadores – a chanceler Angela Merkel, por exemplo, votou contra.

Em abril de 2001, a Holanda tornou-se no primeiro país a legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo e, desde então, 12 países europeus seguiram o exemplo, entre os quais a Bélgica, Espanha, Noruega, Suécia, Portugal, Islândia, Dinamarca, França, Grã-Bretanha (com exceção da Irlanda do Norte), Luxemburgo e Irlanda, na sequência de um referendo.

A Alemanha aprovou a união de facto por casais homossexuais em 2001 e, embora a maior parte dos países da Europa permitam o casamento entre pessoas do mesmo género, o partido conservador de Merkel permaneceu resistente à alteração da lei até agora.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Homossexualidade

Sendo Gentil com Abel

Luís Aguiar-Conraria
808

As pessoas não gostam que lhes chamem homofóbicas, mas, pondo o politicamente correcto de lado, que outro nome chamar a quem inventa resultados científicos para negar direitos aos casais homossexuais?