PSP

Multibanco. Assalto com explosão em prédio de ministros

1.703

Edifício onde moram Eduardo Cabrita e Ana Paula Vitorino foi assaltado na madrugada de terça-feira. Agente da PSP que devia estar de serviço não deu pela explosão.

MÁRIO CRUZ/LUSA

O prédio onde vivem os ministros da Administração Interna e do Mar, Eduardo Cabrita e Ana Paula Vitorino, foi alvo de assalto na madrugada da última terça-feira. O Correio da Manhã escreve que os assaltantes injetaram gás na caixa multibanco e fizeram-na explodir quando passavam alguns minutos das cinco da manhã, mas o agente da PSP destacado para fazer a segurança aos ministros diz não se ter apercebido do assalto.

O assalto aconteceu na Estrada da Luz, em Lisboa. Os dois assaltantes pararam o carro junto ao edifício onde vive o casal de governantes, partiram a porta de vidro com uma marreta e, já dentro da dependência do BPI, injetaram gás na ATM. A seguir, provocaram a explosão. Deixaram o local com a caixa metálica e desapareceram.

O agente alega que não estava no local, que fica colado à porta do prédio dos ministros, por se encontrar nas traseiras do edifício a fazer uma ronda. A PSP não ficou convencida com os argumentos e instaurou-lhe um processo disciplinar. A Polícia acredita que o agente se ausentou do local para onde estava destacado.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Governo

O país pequenino onde uma mão lava a outra

José Manuel Fernandes
647

A Raríssimas não é raríssima. Pior: se virmos como desde o topo do Governo a um pouco por todo o Estado há demasiados amigos e familiares, percebe-se que o exemplo até vem de cima. E ninguém estranha.

Brexit

Quem disse que sair da Europa era fácil?

Diana Soller

Esperemos que o executivo britânico se reorganize depressa. Ainda que o divórcio tenha tido até agora pouco de litigioso, uma das partes põe paus na engrenagem. E nas separações todo o cuidado é pouco

Crianças

Há Natais e Natais...

Rute Agulhas

Pais, mães, avós e restante família alargada. Deixemos as crianças viver a magia do Natal. Acreditar, mesmo que seja a fingir, no Pai Natal e nas renas, e na fábrica de brinquedos, e nos duendes.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site