PS

João Galamba e o caso Raríssimas: “Há uma falha aqui, que é dos denunciadores à TVI”

8.218

O deputado do PS apontou falhas à gestão de Paula Brito e Costa, mas não deixou de questionar o comportamento dos antigos tesoureiros da Raríssimas que denunciaram o caso à TVI.

TIAGO PETINGA/LUSA

João Galamba, deputado e porta-voz do PS, questiona o comportamento dos dois tesoureiros que denunciaram o caso de alegada gestão danosa de Paula Brito e Costa à frente da Raríssimas. Além de criticar a presidente da associação, o socialista sublinha que existe também “falha” de quem deveria ter reportado informação e que não o fez.

“Há uma falha aqui, que é dos denunciadores à TVI. Tendo essa informação, deveria ter sido o de sinalizar nas contas da instituição e os órgãos internos da Raríssimas, porque esses sim é que têm o dever de fiscalização do normal funcionamento do dia a dia da instituição”, afirmou João Galamba.

[Veja neste vídeo o ataque do porta-voz do PS ao tesoureiro da Raríssimas]

No programa “Sem Moderação”, transmitido pelo Canal Q e pela TSF, João Galamba desresponsabilizou o Ministério do Trabalho e da Segurança Social — que defendeu não ter meios, nem dados concretos para apurar qualquer tipo de gestão danosa na Raríssimas — e defendeu que o comportamento do antigo tesoureiro que denunciou o caso “é que tem de ser investigado”.

Pessoas que não alertaram em 2011, 2012, 2013, 2014, 2015 e 2016, são as mesmas que já tendo essa informação, escolhem alertar um canal de televisão para o fazer quando já lá não estão. O comportamento do tesoureiro que forneceu essa informação à TVI é que tem de ser investigado”, defendeu o deputado do PS.

No espaço de comentário político que partilha com Daniel Oliveira, José Eduardo Martins e Francisco Mendes da Silva, o socialista questionou ainda o facto de o antigo tesoureiro da Raríssimas não ter feito constar nas contas que chegavam à assembleia geral da associação qualquer “referência a gestão danosa, a faturas de gambas ou de vestidos de alta costura”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: msantos@observador.pt
PSD

The incredible shrinking party

Rui Ramos
448

O PSD ameaça deixar de concorrer com o PS, para passar a ser um rival do PCP e do BE, como um pequeno lóbi parlamentar da governação socialista. Mas a vida não será mais fácil entre os pequeninos. 

Pobreza

Em nome dos filhos

Diogo Prates

Esta é a oportunidade da direita portuguesa, conseguir com um discurso simples mas eficaz apagar de vez a imagem de que a esquerda é a única que se preocupa com os mais pobres e desfavorecidos. Não é.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site