O presidente do Santander Totta disse, na terça-feira, que o banco está a analisar a sua estratégia quanto a eventuais compras de ativos do Barclays Portugal, mas negou qualquer interesse na rede de balcões.

“Estamos a fazer uma análise sobre o que podemos fazer ou não fazer”, disse Vieira Monteiro, quando questionado pelos jornalistas sobre um eventual interesse na compra de parte do negócio do britânico Barclays, que vai reduzir a sua atividade em Portugal.

A compra da rede de balcões está posta de parte, assegurou o responsável, na apresentação das contas trimestrais do banco, enquanto sobre eventuais aquisições de carteira de ativos está tudo em aberto: “Ainda não temos posição sobre se queremos ou não queremos”.

O Santander Totta registou um resultado líquido de 42,1 milhões de euros entre janeiro e março, quadruplicando o lucro em termos homólogos.

Em conferência de imprensa, Vieira Monteiro anunciou um investimento de 25 milhões de euros no alargamento do edifício de serviços centrais em Lisboa e vincou que, enquanto outros bancos estão a sair do país, “o Santander Totta mantém-se em Portugal e vai aumentar o seu investimento”.