Espetáculos

Lisboa recebe festival gratuito de cultura polaca

A "Re:volução das Estrelas" traz a Portugal artistas e projetos polacos, entre 4 e 8 de junho. O objetivo é celebrar os 25 anos sobre as transições democráticas na Polónia.

Os Domowe Melodie atuam quarta-feira, às 22h00, na Casa Independente

D.R.

Uma mostra de vídeo, um flashmob, uma sessão de moda a bordo de um elétrico, concertos e um espetáculo interdisciplinar que junta arte e ciência vão poder ser vistos na capital portuguesa, a partir de quarta-feira. O festival da cultura polaca “Re:volução Das Estrelas” traz um bocadinho de Varsóvia à estação de metro Baixa-Chiado, Rua de Augusta, Intendente e alguns elétricos de Lisboa.

O produtor Łukasz L.U.C. Rostkowski, a designer Alexandra Sulżyńska, a banda Domowe Melodie e o músico Mariusz Lubomski são apenas alguns dos nomes que vão mostrar o estado das artes da atualidade polaca.

Destaque para o espectáculo que dá nome ao festival – “Re:volução Das Estrelas” – do grupo artístico Instytut B61 mas que junta, numa só experiência, a quase totalidade dos artistas polacos que irão estar na capital. A entrada para todos os eventos do festival é gratuita, mas quem quiser ver este espetáculo, que nos dias 6 e 7, faz uma viagem pelos céus, desde o Big Bang à explosão da Supernova, terá de fazer inscrição prévia.

A iniciativa conjunta da Embaixada da República da Polónia em Lisboa, da regiăo Voivodia da Cujávia-Pomerânia e da Fundaçăo Platon pretende estreitar os laços entre as culturas da Polónia e Portugal, mas também relembrar a revolução polaca de 1989, agora que passam 25 anos sobre a transição para a democracia.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Livros

Livros para o Natal (II) /premium

João Carlos Espada

Cinco sugestões de livros de autores nacionais para o Natal — mas não para a ‘época festiva’ ou para as ‘férias da estação’, como mandam as actuais directivas politicamente correctas.

Inovação

Transformação: o segredo da inovação /premium

Sebastião Lancastre

As sociedades caminham no sentido de desmaterializar o dinheiro, tornando-o invisível nas nossas vidas. Na Suécia há centenas de lojas que já dizem, à entrada, que não aceitam dinheiro físico.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)