Rebeldes tomaram o controlo total de Mossul, a segunda maior cidade do Iraque, após dias de combates, anunciou o governador provincial de Nínive, Azil al Nuyefi.

Citado pela televisão Al Hadaz, o governador explicou que ocorreu “um grande derrube” das forças do exército iraquiano.

Centenas de homens armados lançaram esta noite um assalto contra Mossul, a capital do norte, situada a cerca de 350 quilómetros de Bagdade, e conseguiram, após combates com o exército e a polícia, controlar a sede do governo, as prisões e as televisões, antes da queda completa da cidade, acrescentaram fontes citadas pela AFP.

Um jornalista da agência francesa no local diz que as forças de segurança abandonaram os seus veículos enquanto as esquadras da polícia foram incendiadas.

“A cidade de Mossul escapa agora ao controlo do Estado e está nas mãos dos rebeldes”, disse um responsável do Ministério do Interior.

O ataque a Mossul começou na semana passada, e desde então a cidade foi palco de combates sangrentos.

Trata-se da segunda cidade do país que fica totalmente controlada pelos rebeldes após a queda de Fallujah, a oeste de Bagdad, em janeiro.