Conchita Wurst, conhecida por muitos como a “cantora barbuda”, foi a grande estrela do desfile de alta-costura de Jean Paul Gaultier, na semana da moda de Paris. Esta quarta-feira, Conchita subiu à passarela com um longo vestido, luvas e véu de noiva, um look dominado pelo tom preto. Foi a primeira vez que a cantora, que não faz muito tempo ganhou o Festival Eurovisão da Canção, assumiu o papel de modelo.

“Conheci a Conchita há dois anos, ela veio a um dos meus desfiles”, confessou Gaultier ao The Independent. “Digo sempre que a beleza é a diferença e a Conchita mostrou-nos que é imparável. E ela fica muito bem em alta-costura”, rematou. Segundo o Globo, o designer transformou-se numa espécie de “padrinho” da cantora e chegou, inclusive, a acompanhá-la ao Life Ball, em Viena. A admiração pela estrela será tanta que, no final do desfile, Gaultier ajoelhou-se aos pés da modelo estreante.

A model walks the runway during the Jean Paul Gaultier show as part of Paris Fashion Week - Haute Couture Fall/Winter 2014-2015 at 325 Rue Saint Martin on July 9, 2014 in Paris, France.

Pascal Le Segretain/ Getty Images

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O The Independent faz questão de salientar que Conchita não pareceu, em momento algum, nervosa e que estava “magnífica”. “Intensa expressão facial”, “gestos dramáticos” e “sobrancelhas magistralmente definidas”, foram alguns dos elogios feitos pela publicação.