O nome Emma Ferrer poderá não ser dos mais conhecidos, mas o mesmo não se pode dizer dos laços familiares da jovem de 20 anos. Emma, que estuda na Academia de Arte de Florença, é a neta de Audrey Hepburn — e este nome, sim, dispensa apresentações. Mas porquê falar dela agora, uma figura que até então tem escolhido fugir da admiração de terceiros? Emma faz capa da edição de setembro da Harper’s Bazaar, a revista que, a julgar por trabalhos anteriores, tem uma obsessão saudável com a figura icónica de Hepburn.

Alta, elegante e com traços faciais que fazem lembrar a avó que nunca chegou a conhecer, Emma estreia-se enquanto modelo num conjunto de roupas que pertencem a marcas sonantes, como Lanvin e Carolina Herrera. As fotografias ficaram a cargo de Michael Avedon, nada mais nada menos do que o também neto de Richard Avedon, o fotógrafo que via em Audrey a sua musa e cuja amizade era conhecida por muitos. Caso para dizer que ficou tudo em família.

O Daily Mail diz que Emma, cujo pai é o filho mais velho da icónica atriz, facilmente poderia ser confundida com a avó. O cabelo escuro puxado para trás e os brincos que acentuam a definida estrutura óssea do rosto talvez ajudem ao caso. Ao ver algumas das fotografias tiradas apetece trazer à baila a palavra “reincarnação” — a jovem chega a dar novo fôlego a gestos retratados por Hepburn noutros tempos e noutras imagens.

Esta não é a primeira sessão fotográfica inspirada na graça e elegância de Audrey Hepburn. Já em 2006 a mesma publicação convidou a atriz Natalie Portman a usar o vestido original com o qual Hepburn desempenhou algumas cenas do filme Breakfast at Tiffany’s de 1961 (Boneca de Luxo, em português). A publicação Jezebel faz a comparação: Audrey Hepburn está para a Harper’s Bazaar como os Kennedys estão para a Vanity Fair.

https://twitter.com/dear_audrey/status/499181499577819136

O artigo completo pode ser lido aqui e as fotos estão disponíveis aqui.