A propriedade do cantor britânico Cliff Richard foi esta quinta-feira passada a pente fino pela polícia inglesa que procura provas por alegado crime de abuso sexual em 1980. O cantor pop estará de férias no Algarve e já emitiu um comunicado a dizer que essa acusação “completamente falsa” já andava a circular na internet há alguns meses.

De acordo com a imprensa britânica, as buscas foram feitas na casa do artista em Sunningdale, Berkshire. Segundo o The Guardian, as suspeitas do crime remontam a 180 e envolvem um rapaz que teria 16 anos naquela altura.

Vários órgãos de comunicação social captaram imagens da chegada da polícia à propriedade do cantor que, nos 60, dedicou-se ao Rock, para depois se virar para a música Pop. Pode ver um deles aqui.

A NME diz que o cantor estará de férias no Algarve, em Portugal, onde no último dia 4 de agosto participou num evento de caridade. E onde explora uma adega que produz vinho, a Adega do Cantor.

O artista já divulgou um comunicado a garantir ter já conhecimento das “falsas acusações” há alguns meses, quando começaram a circular pela internet.

“Até agora optei por não valorizar falsas acusações com uma resposta, só lhe daria mais oxigénio. No entanto, a polícia apareceu hoje no meu apartamento de Berkshire  em me avisar. Não estou atualmente no Reino Unido, mas vou colaborar em tudo com a polícia”

O artista de 73 anos diz que até a investigação estar concluída não entra em mais pormenores. Mas que está disposto a colaborar com as autoridades. Normalmente Richard passa o mês de agosto no sul de Portugal.