RTP, SIC e TVI querem fazer frentes-a-frentes entre António José Seguro e António Costa em canal aberto e já formalizaram os convites.

Jorge Coelho, presidente da Comissão Eleitoral para as eleições primárias de 28 de setembro, disse ao jornal Diário de Notícias que os canais generalistas de televisão já formalizaram o convite para a realização dos debates entre os candidatos. O regulamento das primárias já previa a realização de três debates. A novidade é o interesse das televisões em realizá-los em canal aberto e não nos canais de informação por cabo.

O formato acordado com a RTP, SIC e TVI prevê, segundo avança o DN, que tenham lugar próximo aos noticiários da noite e todos nas mesmas condições de transmissão. No entanto, Jorge Coelho diz que falta ainda “agendar as datas para cada um dos canais”.

Na próxima segunda-feira, o presidente da Comissão Eleitoral quer reunir-se com os candidatos. Este explica que a Comissão Eleitoral é constituída por ” três militantes do Partido Socialista” (Jorge Coelho, Ribeiro Mendes e Maria Carrilho) e “um representante de cada uma das candidaturas” (a candidatura de Seguro por João Proença e a da Costa por José Manuel Mesquita). Serão estes dois representantes que ouvirão o “ponto de situação” que Jorge Coelho dará na próxima segunda-feira.

Um ponto da ordem de trabalhos da reunião será a distribuição de verbas para a campanha eleitoral, para a qual o Partido Socialista disponibilizou 300 mil euros, isto é, caso não apareça outro candidato, 150 mil para Costa e Seguro respetivamente que, segundo o que é conhecido, realizaram orçamentos contando com essa verba.

Esta quinta-feira, 14 de agosto, é o último dia para eventuais candidatos formalizarem a candidatura para futuro secretário-geral do Partido Socialista. António Costa já entregou toda a documentação na passada terça-feira e António José Seguro prevê fazer o mesmo esta quinta-feira.

Por fim, Jorge Coelho afirma que o processo de recenseamento eleitoral decorre “sem falhas”, adiantando que já se inscreveram, pela internet, 31.000 simpatizantes e “por papel”, nas sede nacional  nas federações, 2.500 pessoas.

A estes simpatizantes, juntam-se 90 mil militantes com capacidade de voto para as eleições primárias do próximo dia 28 de setembro que elegerão o futuro candidato a primeiro-ministro pelo Partido Socialista.