Oficiais palestinianos e israelitas confirmaram mais um dia de cessar-fogo em Gaza, avança a BBC. O acordo foi alcançado depois de nova ronda de negociações no Cairo.

O último acordo de tréguas tinha sido estabelecido na quarta-feira mas estava prestes a expirar à meia-noite de segunda-feira, o que levou ao aceleramento das negociações. Antes, já o primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu tinha afirmado que as forças de Israel iriam responder sem piedade caso o Hamas voltasse a lançar rockets.

De acordo com Netanyahu, o Exército de Israel estava “pronto para todos os cenários” e “preparado para agir se os disparos retomassem”.

A extensão do cessar-fogo em mais 24 horas foi confirmada pelo governo do Egito, que garantiu que tanto a delegação palestiniana como israelita tinham concordado em retomar as negociações com vista a um acordo permanente.

Segundo dados oficiais, já morreram mais de 2 mil palestinianos e 66 israelitas desde que a ofensiva em Gaza se reacendeu no último dia 8 de julho.