Talvez só tenha ouvido falar de “barro” quando se faz referência à mistura de terra com água que dá forma a vasos, telhas e tijolos, mas a substância serve também para colocar em forma o corpo humano. É esta a tese de Shailene Woodley, uma espécie de embaixadora da nova tendência. Na apresentação à imprensa dos seus dois novos filmes: “Divergente“, que estreou em Portugal em abril deste ano e “A culpa é das estrelas“, que estreou em junho, a atriz desdobrou-se em elogios aos efeitos maravilhosos do barro. Shailene destaca o hálito fresco e a desintoxicação do corpo como duas das propriedades do “bálsamo de beleza”, classificou.

“O barro é uma das melhores coisas que podes pôr no teu corpo”, disse ao site americano de beleza Into the Gloss. “A primeira vez que ouvi falar dos benefícios de beber barro foi através de um taxista. Ele era africano e dizia que, em África, as mulheres comiam e bebiam barro quando estavam grávidas para os filhos nasceram saudáveis”. No “Late Night With Seth Meyers”, talk-show da televisão NBC, Shailene Woodley contou que faz a sua própria pasta de dentes com barro e, depois de escovar os dentes com a mistura, engole-a. “O hálito melhora, os dentes ficam mais brancos e, depois, o corpo elimina as toxinas.”, explicou.

Zoë Kravitz, que também participou em “Divergente” e em “X-Men: Primeira Classe” já se juntou ao clube de fãs. A atriz fez uma revelação que pode atrair os mais reticentes à nova bebida em voga: Zoë Kravitz diz ter conseguido perder 20 quilos bebendo a mistura de terra com água em pouco tempo, para conseguir um papel.

Beber barro já tem tantos adeptos que a cadeia americana de sumos Juice Generation anunciou que, em setembro, terá um sumo especial de barro. A proposta foi feita pela atriz Salma Hayek, atriz e uma das sócias da empresa, que alertou o fundador da Juice Generation para a nova moda. Cada garrafa vai ser vendida por 3.95 dólares (3 euros). A convicção nos benefícios é encorajadora, mas o sabor nem tanto. Como tal, há duas variedades para evitar as expressões faciais menos simpáticas dos clientes. À terra e à água será adicionado sumo de limão ou de maçã. “Como posso descrever a bebida?”, questiona Eric Helms, o fundador da cadeia. “É como água turva. A parte boa é que se engole rápido.”

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A utilização da mistura de terra com água para fins que não sejam a construção de objetos já não é novidade. “O barro e a argila têm uma linha histórica de uso medicinal”, explica a médica Holly Phillips à CBS News. E justifica com exemplos do passado: “os gregos e os romanos diziam que o barro fortalecia o sistema imunitário e Gandhi usava o barro para a purificação do corpo”. Vários estudos indicam que o barro é rico em cálcio, ferro e cobre, mas “há uma grande probabilidade de a mistura estar contaminada com bactérias, vírus e parasitas”, aponta a mesma médica, que desaconselha uma dieta baseada no barro e lembra que, nos EUA, “há alguns alertas em relação a alguns suplementos que já se encontram à venda em lojas de alimentação saudável”.

Ainda assim, Holly Phillips reconhece as vantagens da mistura acima descritas e sugere as pastas de dentes com barro. Há já um produto de higiene oral que se rendeu à especialidade: a Earthpaste (pasta de terra) junta barro com xylitol. Na página de apresentação, a Earthpaste diz ser um “produto totalmente natural que pode ser ingerido sem qualquer problema”. O vice-presidente do departamento de marketing da Redmond Inc., a empresa que detém a Earthpaste, explica que escovar os dentes com barro não é nada de extraordinário para si: “Eu cresci a lavar os dentes com barro, argila e bicabornato de sódio”, revelou. Darryl Bosshardt defende que a opção por produtos naturais “é o futuro”. Para a desintoxicação do corpo, “a melhor fórmula está sempre nas substâncias mais simples”, sintetiza.