O tenista português João Sousa caiu três posições na classificação mundial de ténis, situando-se no 55.º posto da lista  divulgada esta segunda-feira, na qual o sérvio Novak Djokovic reforçou a liderança. Eliminado na primeira ronda do torneio Masters 1000 de Paris-Bercy, João Sousa é o melhor português na tabela, em que Gastão Elias subiu uma posição, surgindo no 131.º posto, e Frederico Silva galgou 16 lugares, para 283.º.

No topo do “ranking”, Djokovic deu um passo decisivo para terminar o ano na frente, ao revalidar o título em Paris, o que lhe permitiu aumentar a vantagem sobre o suíço Roder Federer para 1.310 pontos. Um percurso perfeito no Masters, que reúne em Londres os oito melhores jogadores da temporada, vale 1.500 pontos.

O espanhol Rafael Nadal, que não esteve em Paris por motivos pessoais e que vai falhar o torneio de encerramento da época, mantém o terceiro posto, à frente do suíço Stan Wawrinka, quarto.

O japonês Key Nishikori e o escocês Andy Murray subiram dois lugares, para quinto e sexto, enquanto o checo Tomas Berdych caiu para sétimo, à frente do canadiano Milos Roanic, finalista em Paris, que trepou duas posições, e do croata Marin Cilic. O espanhol David Ferrer desceu quatro degraus e fecha agora o “top-10”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

No “ranking” feminino, Michelle Larcher de Brito encerra o ano como melhor portuguesa de forma destacada, ocupando o 127.º lugar, menos dois do que na semana passada, ao passo que Bárbara Luz surge em 408.º lugar e Maria João Koehler em 689.º.

Entre as 10 primeiras, não se registou qualquer alteração, com a norte-americana Serena Williams bem no topo, à frente da russa Maria Sharapova e da romena Simona Halep. A alemã Andrea Petkovic e a italiana Flavia Pennetta, vencedora e finalista dos Masters de Sófia, garantiram uma posição no “top-15”, fechando o ano em 14.º e 13.º, respetivamente.