De acordo com a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), hoje também aderem à RPM, como entidades credenciadas, o Museu Militar do Porto, o Museu Municipal de Ourém, o Museu Militar de Elvas e o Museu Municipal de Sesimbra.

Desde a criação, em 2000, a RPM – organismo oficial certificador da qualidade e funcionamento dos espaços museológicos no país – tem vindo a promover a partilha de conhecimento, serviços, recursos e boas práticas nesta área.

Atualmente, a RPM conta com cerca de 142 membros e reúne museus e palácios, incluindo os nacionais, os tutelados pelas delegações da cultura dos Açores e da Madeira, da administração local e central, de empresas públicas, privados, de fundações, da Igreja Católica e das Misericórdias.

O sistema de adesão parte de uma candidatura voluntária dos museus interessados que é depois avaliada pela DGPC.