Rádio Observador

Relações

Casamento da herdeira da Inditex chega ao fim

Marta Ortega, a sucessora do grupo que detém a Zara e a Massimo Dutti, separou-se de Sergio Álvarez. O casal tem um filho com quase dois anos.

Getty Images

Marta Ortega, herdeira do império Inditex, separou-se de Sergio Álvarez com quem se casou a 18 de fevereiro de 2012, numa cerimónia realizada na Corunha depois de um noivado de três anos. A notícia é avançada pelo jornal El País, que a confirmou junto de fontes da empresa que tem como proprietário Amancio Ortega. O casal tem um filho que nasceu a 5 de março de 2013.

Já no passado mês de outubro circulavam notícias de que o matrimónio poderia estar a enfrentar uma crise, chegando mesmo a acreditar-se que Sergio Álvarez saíra da casa da família. Sabe-se agora, conta o periódico, que o casal tinha problemas desde há alguns meses, os quais estava a tentar corrigir. Os resultados não foram os melhores e os dois acabaram por protagonizar uma separação “amigável”.

Aos 30 anos, Marta Ortega vai suceder ao pai, Amancio Ortega, cuja fortuna está avaliada em mais de 60 mil milhões de dólares (50 mil milhões de euros), segundo a Forbes. A Inditex é uma das maiores retalhistas de moda no mundo. Do grupo fazem parte oito marcas, incluindo as muito conhecidas Zara, Massimo Dutti, Stradivarius e Berska, que se distribuem por mais de 6.400 lojas situadas em vários cantos do globo.

É precisamente o pai, que tem mais dois filhos de um primeiro casamento, que tem zelado pela formação de Marta — desde 2006 que não restam dúvidas que é ela quem vai assumir a gestão no imenso capital da Inditex. A filha de Ortega chegou a trabalhar em diversas posições da empresa, incluindo lojas em Shangai, China, França, Itália e Inglaterra, com o objetivo de melhorar os seus conhecimentos.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: acmarques@observador.pt
Trabalho

Psst, psst… O burnout anda por aí /premium

Teresa Espassandim

Quando o stress laboral se torna crónico e o ambiente entre colegas é conflituoso e nada colaborativo, o nosso envolvimento reduz-se à medida que o negativismo aumenta e o cinismo se torna recorrente.

Relações

Pessoas ON e OFF

Marta L. Almeida
101

A vida real pulsa fora das telas. Seria tão mais simplório se hoje, por não querer gostar mais de ti, pressionasse o botão, e tu desaparecias, que isso determinasse o que eu sinto ou deixo de sentir.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)