O ‘motard’ polaco Michal Hernik é a primeira vítima mortal do Dakar 2015, informou nesta terça-feira a organização do rali de todo o terreno, no final da terceira etapa. Michal Hernik, que tinha 39 anos e se estreava na competição, morreu durante a ligação de San Juan a Chilecito, por razões ainda desconhecidas, ao km 206, na Cuesta del Miranda, província de La Rioja. O corpo de Hernik foi encontrado por um helicóptero médico, a cerca de 300 metros da pista que deveria seguir.

Hernik, nascido em Cracóvia a 30 de janeiro de 1975, preparou-se para o Dakar no Abu Dabi Desert Challenge do ano passado e no rali de Marrocos de 2013. Esta é já a quinta morte na prova desde que foi deslocalizada de África para a América do Sul: Antes de Hernik, as vítimas mortais foram o francês Thierry Pascal (2009), o argentino Jorge Martínez Boero (2012), o francês Thomas Bourgin (2013) e o belga Eric Palante (2014).