O Presidente norte-americano, Barack Obama, e o primeiro-ministro britânico, David Cameron, em visita a Washington, divulgaram que os serviços de informação dos dois países vão formar uma célula conjunta para coordenar uma resposta contra ciberataques.

Washington e Londres vão igualmente desenvolver “exercícios conjuntos de cibersegurança e defesa de redes”, estando o primeiro exercício, centrado no setor financeiro, agendado para 2016, anunciou a Casa Branca, num comunicado, após o encontro entre Obama e Cameron.

“Dado o urgente e crescente perigo dos ciberataques, decidimos ampliar a nossa cooperação em cibersegurança para proteger as nossas infraestruturas mais críticas, os nossos negócios e a privacidade dos nossos povos”, disse Obama, numa conferência de imprensa conjunta com o líder britânico, na Casa Branca.