A empresa americana Amazon anunciou esta segunda-feira que vai começar a produzir filmes. Uma semana depois de revelar que Woody Allen foi contratado para realizar uma série de televisão produzida pela Amazon Studios, a gigante retalhista comunicou que vai produzir longas-metragens.

Sem revelar pormenores, a companhia esclareceu que os filmes vão chegar primeiro às grandes salas de cinema e pouco tempo depois ao serviço de streaming da Amazon. O objetivo é colocar os filmes à disposição na internet apenas algumas semanas depois da estreia no cinema — entre as quatro e a oito semanas depois da estreia, ao invés das típicas 40 a 50 semanas do resto da indústria. Serão produzidos uma dúzia de filmes por ano, revelou Roy Price, vice presidente da Amazon Studios.

Este passo é visto como uma resposta natural ao Netflix, um dos serviços de TV via internet mais populares nos Estados Unidos da América (também já se encontra disponível em alguns países europeus). Dedicada a séries televisivas e filmes, lançou no ano passado filmes de produção própria e começou também a fornecer conteúdos em 4K (ultra-alta definição).