O empresário de futebol Jorge Mendes disse, na apresentação da sua biografia em Madrid, que acredita que Cristiano Ronaldo vai acabar a sua carreira no Real Madrid, mas apenas quando tiver 38 ou 39 anos. “Tenho quase a certeza de que sim [vai acabar a carreira no Real], quando tiver 38 ou 39 anos, porque ainda vai jogar muitos anos”, sublinhou Jorge Mendes, num evento em Madrid para apresentar a sua biografia, com o título La Clave Mendes [a Chave Mendes].

A biografia de Jorge Mendes foi escrita pelos jornalistas desportivos espanhóis Miguel Cuesta e Jonathan Sánchez e, na apresentação, estiveram os futebolistas portugueses Cristiano Ronaldo (Real Madrid) e Tiago (Atlético de Madrid), o colombiano James Rodriguez (ex-FC Porto e atualmente no Real), bem como o treinador português do Valência, Nuno Espírito Santo, e o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez.

“Estou um pouco nervoso, porque não estou no meu habitat, prefiro trabalhar no dia-a-dia, mas estou muito contente. Sempre fui dizendo que não [aos autores deste livro], mas é também um exemplo — que dou aos meus filhos, aos jovens e às pessoas determinadas que têm objetivos. Eles durante seis meses foram insistindo e no final acabaram por conseguir”, disse Jorge Mendes à margem da apresentação.

Numa sala completamente lotada de convidados, jornalistas e curiosos, Jorge Mendes acabou por responder sobre qual era afinal “a chave” para o seu êxito como agente de futebol, ele que é o representante de alguns dos jogadores que protagonizaram as transferências mais caras da história, como o português Cristiano Ronaldo. “A chave? Trabalho. E ser honesto com os meus jogadores. Ter empatia e boa relação com eles, isso é o mais importante. E trabalhar todos os dias”, salientou o empresário, acrescentando que o jogador mais importante que tem em carteira, Cristiano Ronaldo, é ele próprio um exemplo de persistência.

O Cristiano Ronaldo, disse Mendes, “é um exemplo de vida, de que se trabalhamos e pomos objetivos na cabeça, no final sempre acabamos por conseguir o que queremos, ou pelo menos melhoramos [no que fazemos]”. “Eu digo muitas vezes: não há nada impossível. A única coisa que é impossível — que eu gostaria que não fosse — é alguém algum dia conseguir atingir o nível do Cristiano Ronaldo, que tenho dito muitas vezes que para mim é o melhor jogador [de futebol] do mundo e o melhor jogador da história, o melhor desportista de sempre”, reiterou o empresário, que — tal como Cristiano Ronaldo – se fez acompanhar da sua família no evento.

A biografia de Jorge Mendes está à venda em Portugal desde a passada sexta-feira, com o título “Jorge Mendes, o agente especial”.