O treinador do Benfica Jorge Jesus garantiu hoje que a equipa vai melhorar na segunda volta da I Liga de futebol e considerou que as lesões foram o ponto mais negativo das primeiras 17 jornadas.

“O Benfica vai melhorar ainda nesta segunda volta, os meus seis anos no Benfica foram sempre assim, somos sempre melhores na segunda volta do que fomos na primeira. Acreditamos que vamos melhorar, estamos a recuperar jogadores, que são importantes para a equipa”, afirmou.

Na antevisão do encontro de segunda-feira com o Paços de Ferreira, que encerra a 18.ª jornada, Jorge Jesus, fez um pequeno balanço da primeira volta, que o Benfica terminou na liderança, com seis pontos de vantagem sobre o FC Porto, segundo classificado.

“O melhor foi chegar ao fim dos 17 jogos e ter seis pontos da concorrência, que é o segundo classificado, e 10 do terceiro”, disse Jorge Jesus, considerando que as lesões e o facto de alguns jogadores serem novos na equipa foram o mais negativo.

O técnico admitiu que durante a primeira volta o Benfica nem sempre jogou bem: “Conseguimos vencer, algumas vezes não jogando tão bem, mas isso é que faz a diferença, mesmo não jogando tão bem conseguimos vencer”.

Na segunda-feira, frente ao nono classificado da Liga, Jorge Jesus espera um “jogo difícil”, mas garantiu que o Benfica quer “como em todos os jogos somar os três pontos”.

“Queremos fazer uma segunda volta de acordo com o que fizemos na primeira. Se temos pontos a mais foi alguém que os perdeu para nós. Queremos somar os três pontos jogo a jogo e esperamos um jogo difícil”, disse.

Jorge Jesus mostrou-se satisfeito com chegada do médio alemão Hanny Mukthar, que classificou como “um jovem com as suas ambições” mas lembrou que “não é fácil chegar ao Benfica e ter uma porta aberta para a equipa titular”.

“Os jogadores novos têm de ter o seu tempo de adaptação a qualquer equipa e muito mais ao Benfica, porque as ideias que eu tenho para cada jogador demoram muito mais tempo a assimilar”, afirmou.

O técnico mostrou-se satisfeito com a evolução de jogadores como Cristante e Samaris e garantiu que o regresso de Ruben Amorim — lesionado desde agosto — “está próximo”.

Jorge Jesus assegurou ainda que o campeão nacional foi aprendendo, nos últimos anos, a ser imune a pressões exteriores.

“O Benfica tem uma estrutura muito forte, ao longo destes seis anos fomos crescendo e fomos percebendo cada vez mais como é que pode ser imune a aspetos negativos exteriores e a saber lidar com eles”, disse.

O Benfica, líder da Liga, com 46 pontos, visita na segunda-feira, às 20:00, o Paços de Ferreira, oitavo, com 23, num encontro que será dirigido por Bruno Paixão, de Setúbal.