806kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Mercado de transferências (relativamente) calmo cá dentro, agitado lá fora

Este artigo tem mais de 5 anos

À última hora apareceu uma novidade: o FC Porto foi a Guimarães comprar Hernâni, depois de o Sporting ir buscar Ewerton. No saco de compras do Benfica entraram Mukhtar, Élbio e Jonathan Rodríguez.

Aos 23 anos, Hernâni Fortes diz que chegou "ao topo do futebol português": foi contratado pelo FC Porto ao Vitória de Guimarães, após fazer 22 jogos e marcar quatro golos esta época
i

Aos 23 anos, Hernâni Fortes diz que chegou "ao topo do futebol português": foi contratado pelo FC Porto ao Vitória de Guimarães, após fazer 22 jogos e marcar quatro golos esta época

JOSÉ COELHO/LUSA

Aos 23 anos, Hernâni Fortes diz que chegou "ao topo do futebol português": foi contratado pelo FC Porto ao Vitória de Guimarães, após fazer 22 jogos e marcar quatro golos esta época

JOSÉ COELHO/LUSA

Planear a longo prazo não é fácil. Antes de a época começar é preciso reunir vinte e poucos jogadores e imaginar que, juntando os 11 melhores, tudo vai correr bem. É arriscado. Não só porque uma temporada tem dezenas de jogos, dura uns nove meses e, pelo meio, há lesões. Como há sempre os imprevisíveis picos de forma, os momentos de inspiração (ou a falta dela) e a motivação, que por vezes baloiça como uma corda bamba. As compras que parecem suficientes no verão, portanto, podem chegar ao inverno e parecer insuficientes. Por isso, entre janeiro e fevereiro, existem estes 30 dias destinados às compras. Saldos, nem vê-los. Mas o dinheiro gasto, por norma, até é muito.

Mas não. Em Portugal pouca coisa acontece. De 1 de janeiro até às 23h59 desta segunda-feira, 2 de fevereiro, vai-se dando uma olhadela em vários sítios. À Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), para onde os clubes com SAD têm de confirmar os negócios que fazem. À página das notícias do site da Primeira Liga, que vai publicando os nomes dos jogadores que as equipas vão inscrevendo. E, claro, aos próprios sites dos clubes. Mas pouco, muito pouco, se passa.

Depois é dividir os olhos. Um foca-se no que se passa cá dentro, enquanto o outro fica atento no que acontece além-fronteiras — onde as grandes novidades também ficaram para o fim e, num dos casos, até nem abonam a favor dos portugueses. Caso do Sporting, cujo próximo adversário na Liga Europa, o Wolfsburgo, contratou Andre Schurrle ao Chelsea, extremo alemão que, assim, se juntará à equipa que, no fim de semana, venceu o Bayern de Munique de Pep Guardiola por 4-1.

O outro destaque tardio foi para o Chelsea de José Mourinho, que pagou 37 milhões de euros à Fiorentina para contratar Juan Cuadrado, o velocista colombiano, de 26 anos, que deu nas vistas no Mundial do Brasil — clube italiano ao qual, por troca, emprestaram Mohamed Salah, extremo egípcio, de 23 anos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

fc_porto

Os grandes em troféus, que, em teoria, mais dinheiro têm na carteira para trocarem por jogadores, mantiveram-se tranquilos. Os dragões calmos ficaram até segunda-feira, último dos dias, quando anunciam a contratação de Hernâni, extremo rápido, canhoto e viciado em fintas, que deu um não à seleção de Cabo Verde à espera que, um dia, a de Portugal o chame e lhe diga que sim.

Aos 23 anos deu o maior dos pulos na vida — em 2008 dava pontapés no Cova da Piedade, no ano seguinte foi correr para o Atlético e, em 2012, foi parar à equipa B do Vitória de Guimarães, clube que, em troca, recebeu Otávio e Ivo Rodrigues, miúdos e promessas do FC Porto, por empréstimo. Além de Sami, que troca um empréstimo no Braga por outro no rival do minho. Para fora também seguiu Rolando, central que não contava para o clube e foi emprestado aos belgas do Anderlecht.

sporting

No Sporting, fechado nas copas de um blackout desde o final de dezembro, é preciso ficar atento ao que se passa no seu site oficial. E por lá até se avistam movimentos nos sacos de compras. As novidades, contudo, são mais sobre quem de lá sai, e não de quem lá entra. Como Maurício, o central brasileiro que passou 18 meses como titular no clube e saiu emprestado para a Lazio, com a garantia de, quando o verão chegar, os italianos pagarão 2,65 milhões de euros para o comprarem.

Depois houve uma série de saídas com um suposto “v” de volta. Heldon, o extremo cabo-verdiano, foi emprestado ao Córdoba, de Espanha, enquanto Ricardo Esgaio, Salim Cissé e Iuri Medeiros não cruzaram a fronteira e rumara à Académica e Arouca. De entradas, só uma — a de Ewerton, central brasileiro, de 25 anos, que já andara por relvas lusos entre 2011 e 2013, no Braga, e passou os últimos meses lesionado na Rússia. O clube, aliás, só o inscreveu na liga a 2 de fevereiro, no limite dos limites.

benfica

Por vezes a solução está mesmo ali, à mão de semear, dentro de casa. Depois da saída de Enzo Pérez para o Valência o reforço do meio-campo do Benfica fez-se internamente, da enfermaria para a lista de inscritos na Liga saltou Ljubomir Fejsa, o nome mais relevante dos três reforços para o miolo.

O médio lesionou-se a 10 de abril do ano passado, nos quartos-de-final da Liga Europa contra o AZ Alkmaar. Agora volta a ser inscrito. Para alem do sérvio chegaram à Luz mais dois médios, Hany Mukhtar, um jovem alemão de 19 anos, que atuava no Hertha de Berlim, e Elbio Álvarez, de 20 anos, que estava no Peñarol. Dos uruguaios chegou também Jonathan Rodríguez. Depois de um namoro demorado e atribulado, o avançado lá veio. Tem 21 anos.

No que toca a saídas a lista é longa, mas vamos olhar apenas para os nomes mais conhecidos. Já aqui leu o nome de Enzo Pérez. Mas há mais, e também do meio do terreno. Bernardo Silva já estava fora, por empréstimo, mas agora o Benfica vendeu o passe do jovem médio aos franceses do Mónaco. Carlos Martins, lembra-se? Rescindiu e mudou-se para o Restelo, para o Belenenses.

Nélson Oliveira partiu por empréstimo para o País de Gales, para o Swansea. Bebé, também por empréstimo, foi para o Córdoba. Franco Jara rumou à Grécia, ao Olympiakos e, por último, soube-se que o sérvio Filip Djuricic trocou o empréstimo ao Mainz por um ao Southampton, onde encontrará Ronald Koeman, holandês que treinou o Benfica em 2005/2006. Nos últimos minutos antes do fecho do mercado, Rui Fonte saiu para jogar no Belenenses, por empréstimo.

O que se passou lá fora

Para longe de Portugal foram vários portugueses. Uns já estavam fora e limitaram-se a trocar de país, outros seguiram para o estrangeiro à procura de vida nova. Além de Nélson Oliveira, por exemplo, também Rolando irá para fora à procura da sorte que, nos últimos meses, não teve cá dentro — aos 29 anos, o internacional português sai do FC Porto para ser emprestado aos belgas do Anderlecht.

Depois houve Filipe Melo, médio de 25 anos que trocou o Moreirense pelo Sheffield Wednesday. O Observador quis tentar facilitar-lhe a vida e reuniu numa infografia algumas dos principais negócios que envolveram jogadores portugueses, no estrangeiro.

Nas principais ligas europeias, estas foram as principais movimentações:

 

premier_league

Juan Cuadrado, 26 anos, 37 milhões de euros, da Fiorentina para o Chelsea
Gabriel Paulista, 24 anos, 15 milhões de euros, do Villarreal para o Arsenal
Victor Valdés, 33 anos, livre, para o Manchester United

Wilfried Bony, 26 anos, do Swansea para o Manchester City
Eljero Elia, 27 anos, emprestado pelo Werder Bremen ao Southampton
Jermain Defoe, 32 anos, do Toronto FC para o Sunderland

Nélson Oliveira, 23 anos, emprestado pelo Benfica ao Swansea City
Aaron Lennon, 27 anos, emprestado pelo Tottenham ao Everton
Filip Djuricic, 23 anos, emprestado pelo Benfica ao Southampton

bundesliga

Andre Schurrle, 24 anos, do Chelsea para o Wolfsburgo
Matija Nastasic, 21 anos, emprestado pelo Manchester City ao Schalke 04
Pierre-Emile Hojbjerg, 19 anos, emprestado pelo Bayern de Munique ao Augsburgo
Kevin Kampl, 24 anos, 12 milhões de euros, do Red Bull Salzburgo para o Borussia Dortmund

la_liga

Lucas Silva, 21 anos, 13 milhões de euros, do Cruzeiro para o Real Madrid
Enzo Pérez, 29 anos, 25 milhões de euros, do Benfica para o Valência
Fernando Torres, 30 anos, do AC Milan para o Atlético de Madrid

Cani, 31 anos, emprestado pelo Villarreal ao Atlético de Madrid
Joel Campbell, 22 anos, emprestado (1 milhão de euros) pelo Arsenal ao Villarreal
Miguel Layún, 26 anos, do América para o Granada

serie_a

Mohammed Salah, 22 anos, emprestado pelo Chelsea à Fiorentina
Lukas Podoski, 29 anos, emprestado (600 mil euros) pelo Arsenal ao Inter de Milão
Xherdan Shaqiri, 23 anos, do Bayern de Munique para o Inter de Milão

Samuel Eto’o, 33 anos, do Everton para a Sampdoria
Joaquín Correa, 20 anos, do Estudiantes de la Plata para a Sampdoria
Alberto Gilardino, 32 anos, do Guangzhou Evergrande para a Fiorentina

Alessandro Diamanti, 31 anos, do Guangzhou Evergrande para a Fiorentina
Mattia Destro, 23 anos, da AS Roma para AC Milan
Suso, 21 anos, do Liverpool para o AC Milan

Maurício, 26 anos, emprestado pelo Sporting à Lazio
Tino Costa, 30 anos, emprestado pelo Spartak de Moscovo ao Génova
Alessio Cerci, 27 anos, emprestado (18 meses) pelo Atlético de Madrid ao AC Milan

Silvestre Varela, 29 anos, emprestado pelo FC Porto ao Parma
Cristian Rodríguez, 29 anos, emprestado pelo Atlético de Madrid ao Parma
Sebastien Giovinco, 28 anos, da Juventus para o Toronto FC

Victor Ibarbo, 24 anos, emprestado pelo Cagliari à AS Roma
Seydou Doumbia, 27 anos, 14,4 milhões de euros, do CSKA para a AS Roma
Alessandro Matri, 30 anos, emprestado pelo Génova à Juventus

 
Assine o Observador a partir de 0,18€/ dia

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Apoio ao cliente | Já é assinante? Faça logout e inicie sessão na conta com a qual tem uma assinatura

Há 4 anos recusámos 90.568€ em apoio do Estado.
Em 2024, ano em que celebramos 10 anos de Observador, continuamos a preferir o seu apoio.
Em novas assinaturas e donativos desde 16 de maio
Apoiar

19 MAIO 2024 - SEDE OBSERVADOR

Atos de vandalismo não nos calarão.

Apoie o jornalismo que há 10 anos se pauta pela liberdade de expressão e o nunca vergar por qualquer tipo de intimidação.

Assine 1 ano / 29,90€ Apoiar

MELHOR PREÇO DO ANO

Ao doar poderá ter acesso a uma lista exclusiva de benefícios

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Há 4 anos recusámos 90.568€ em apoio do Estado.
Em 2024, ano em que celebramos 10 anos de Observador, continuamos a preferir o seu apoio.
Em novas assinaturas e donativos desde 16 de maio
Apoiar

19 MAIO 2024 - SEDE OBSERVADOR

Atos de vandalismo não nos calarão.

Apoie o jornalismo que há 10 anos se pauta pela liberdade de expressão e o nunca vergar por qualquer tipo de intimidação.

Assine 1 ano / 29,90€

MELHOR PREÇO DO ANO