É caso para dizer que a relação nunca cruzou a meta. O romance de Nicole Scherzinger com Lewis Hamilton terá chegado ao fim e, segundo consta, foi a artista a colocar um ponto final na relação devido à falta de compromisso do piloto. Esta é a quarta vez que o casal segue caminhos separados, no decorrer de uma relação que já leva sete anos.

A artista de 36 anos estará “de coração partido e devastada” pelo fim da união com o campeão de Fórmula 1 (30). O The Sun, citado pelo The Telegraph, noticia que a decisão de terminar a relação deveu-se ao facto de a estrela de corridas recusar-se a casar com Nicole. “Eles têm vindo a discutir desde há meses, mas as coisas pioraram”, uma fonte disse ao tabloide britânico. “As coisas ficaram simplesmente insustentáveis.”

A distância é uma das principais culpadas, a qual não conseguiu ser encurtada nem mesmo por um duplo campeão mundial em Fórmula 1. Enquanto a cantora está baseada em Los Angeles — muito embora esteja a participar no espetáculo musical Cats, de Andrew Lloyd Webber, na capital inglesa –, ele encontra-se no Mónaco. Uma fonte disse ainda ao MailOnline que a decisão terá sido mútua, devido aos longos períodos que os dois passam separados. “Ambos passavam a maior parte do tempo sozinhos porque estavam sempre em países diferentes”.

Formula, One, Racing|F1,

Formula, One, Racing|F1,

Depois de sete anos, Nicole finalmente baixou as armas e estará, agora, a sentir-se perdida em relação ao futuro amoroso. Mas não se encontra sozinha. A imprensa internacional escreve que a estrela está a receber o apoio da família que já viajou do Havai com destino a Londres para a ajudá-la a ultrapassar o período difícil que se avizinha. Segundo a mesma fonte contactada pelo MailOnline, Nicole ficou muito satisfeita com a visita dos familiares: “Foi a primeira vez que a sua avó veio visitá-la em Londres e não poderia ter acontecido em melhor altura”.

Já antes Scherzinger tinha desabafado sobre o quão difícil é manter uma relação à distância, chegando a dizer que não desejaria este tipo de romance a ninguém. O certo é que esta não é a primeira vez que o casal opta por se separar, até porque somam-se já três “intervalos” ao atribulado romance Scherzinger- Hamilton: um primeiro em 2010, quando escolheram dedicar-se exclusivamente às carreiras, e os outros dois em 2011 e 2013.