A tão poucos dias de se celebrar o amor podia-vos estar aqui a dizer que este Super Chocolate Quente é a mais certeira das setas do Cupido, mas na verdade estar enamorado não é um requisito fundamental para se deixarem levar por esta dose de pura indulgência saudável.

É que para além de estar a rebentar de sabores capazes de deixar qualquer coração a ferver, este chocolate quente vai arrebitar até a alma mais friorenta. Tudo graças à poderosa combinação de cacau cru e maca, dois superalimentos muito especiais que nos enchem de energia e uma deliciosa sensação de bem-estar, como se toda a Natureza nos estivesse a fazer a maior das declarações de amor. Curiosos? Saibam tudo sobre estas verdadeiras super-estrelas no final da receita.

O chantili de coco não é absolutamente obrigatório, mas quem é que não merece uma colherada (ou duas) de uma verdadeira nuvem doce por cima do seu chocolate quente?

Sozinhos ou muito bem acompanhados, a escolha é vossa, mas se fosse a vocês ia já a voar para a cozinha.

chantili_coco

Super chocolate quente com chantili de coco para duas pessoas

Ingredientes

Para o chocolate quente
500 ml de leite à vossa escolha, altamente aconselhável de avelã ou de sésamo
5 colheres de sopa de cacau em pó, de preferência cru
4 colheres de sopa de xarope de ácer ou mel
2 colheres de chá de maca em pó
1/2 colher de chá de canela em pó
1/4 colher de chá de gengibre em pó
1 pitada de cravinho em pó
1 pitada de pimenta caiena
1/4 colher de chá de pasta de baunilha natural, opcional
1 pitada de sal marinho integral
1 colher de sopa de araruta em pó ou amido de milho biológico, opcional

Para o chantili de coco
400 ml leite de coco, biológico e gordo
1 colher de chá de pasta de baunilha natural, opcional
1 colher de sopa de geleia de arroz, opcional

Para servir
Chantili de coco
Pepitas de cacau cru
Coco em lascas, ligeiramente tostadas
Avelãs, ligeiramente tostadas e picadas grosseiramente
Canela em pó

Dica: A raiz da planta de araruta funciona como um espessante natural e é vendida em pó em lojas de produtos naturais. Se não encontrarem pode-se substituir por amido de milho, de preferência biológico.

chocolate_quente

Preparação

Para o chocolate quente
Se gostarem do vosso chocolate quente mais espesso comecem por dissolver a araruta em pó ou o amido de milho num pouco de água fria até se formar um creme.
Num tachinho aquecer o leite e um pouco antes de levantar fervura, baixar o lume e acrescentar o creme de araruta. Deixar ferver lentamente por dois minutos até começar a engrossar.
Acrescentar agora todos os outros ingredientes, mexendo sempre, e deixar ferver lentamente por mais dois minutos.
Servir bem quente com uma colherada generosa de chantili de coco, salpicado com canela, pepitas de cacau cru, coco em lascas e as avelãs.

Para o chantili de coco
Colocar a lata no frigorífico entre quatro a oito horas, para que a água se separe do creme.
Abrir e com cuidado retirar apenas o creme para um copo misturador alto. Guardar a água para acrescentar a sumos, batidos ou até para enriquecer sopas e pratos exóticos.
Acrescentar a baunilha e a geleia de arroz.
Com um batedor de varas, bater o creme de coco até começar a montar e formar piquinhos, entre três a cinco minutos. Cuidado para não bater demasiado e desmanchar o chantili.
Pode-se guardar no frigorífico num recipiente hermético até cinco dias.

Dica: antes de começarem, coloquem o copo misturador e as varas no congelador por uns 15 minutos. O chantili gosta de tudo bem geladinho!

As super-estrelas

Cacau cru

Considerado de origem divina pelos Astecas há mais de 3000 anos, o cacau cru é incrivelmente rico em magnésio, essencial para o equilíbrio das reações químicas no cérebro, poderosos flavonoides com propriedades antioxidantes e triptofano, um aminoácido fundamental na produção de serotonina, muito importante para regular o sono e o humor.

Promove essencialmente a saúde dos vasos sanguíneos, o que melhora a circulação do sangue, regula a pressão sanguínea e previne doenças cardiovasculares e estimula a produção de endorfinas que regulam o nosso humor, ajudando a promover sensações de prazer, motivação e bem-estar.

Podemos encontrar cacau cru em lojas de produtos naturais ou online sob a forma de pepitas, manteiga ou pó. As pepitas são os próprios grãos do cacau partidos apenas em pedaços mais pequenos. A manteiga é a gordura que se extrai dos grãos, é muito rica e pode até ser usada como hidrante. Depois de extraída a gordura, os grãos são triturados até ficarem numa pasta, que se desidrata e se transforma em pó.

O cacau cru tem um sabor amargo, bem diferente dos chocolates processados, e ao início podem sentir necessidade de usar uma dose extra do vosso adoçante natural mas deixem que o vosso paladar se habitue a esta nova profundidade. Fica delicioso em todo o tipo de doces e sobremesas, é imprescindível para uma deliciosas trufas raw, cremes de barrar, papas de pequeno-almoço, e muitas bebidas desde os batidos a este poderoso chocolate quente.

Maca

Cultivada no Andes peruanos há mais de 3000 anos, a raiz de maca é usada desde sempre pelas suas propriedades medicinais. É uma poderosa ajuda para melhorar o desempenho físico e mental, aumentando os níveis de energia, resistência e vitalidade, promove a saúde mental, contribui para o equilíbrio hormonal e pode ajudar a combater a infertilidade e distúrbios sexuais.

Com 70% do seu peso em hidratos de carbono complexos, a maca é altamente energética. Apresenta um alto teor de vitaminas do complexo B, C e E, minerais como o ferro, cálcio, magnésio, zinco e selénio, alcaloides que contêm hormonas e esteróis vegetais que equilibram o sistema endócrino ajudando a estabilizar os níveis hormonais e outros poderosos compostos orgânicos que parecem estimular a libido. (Cupido? És tu?)

Funciona ainda como um anti-stress natural, ajudando o nosso corpo a adaptar-se com mais facilidade a mudanças, e pode ajudar a combater situações de fadiga crónica.

É vendida em pó em lojas de produtos naturais e online Tem um sabor doce ligeiramente picante que liga especialmente bem como o sabor do chocolate. Também é ótima em batidos energéticos pré e pós treino, em papinhas de pequeno-almoço ou para dar um toque diferente em muitas sobremesas e gelados. Não é aconselhável consumir mais do que três colheres de chá por dia.

Joana Alves é autora do blogue Le Passe Vite.

(Após termos sido contactados por uma leitora, gostaríamos de informar que existem versões semelhantes desta receita no site My New Roots, The First Mess, Welness Mama, Earth Sprout e Hemsley and Hemsley.)