O selecionador português de futebol, Fernando Santos, admitiu hoje que ficaria “muito surpreendido” caso a suspensão de oito jogos imposta pela FIFA se mantivesse, apesar de preferir aguardar pela decisão do Tribunal Arbitral do Desporto (TAS).

“Eu disse a seguir ao julgamento que aguardava com serenidade a decisão do Tribunal e vou esperar com naturalidade, mas estou otimista. Ficaria muito surpreendido [se o castigo se mantiver]”, afirmou após uma palestra no âmbito da “Formação Contínua de Treinadores”.

Ainda como selecionador da Grécia, Fernando Santos foi expulso na partida frente à Costa Rica, nos oitavos de final do Mundial2014, e castigado com oito jogos de suspensão pela FIFA, sob acusação de desrespeito ao organismo por não ter saído do campo logo após a exclusão.

A decisão do TAS sobre o recurso do castigo vai ser conhecida no dia 20 de março.

No caso de cumprir os oito jogos de suspensão, Fernando Santos disse que irá ponderar bem o futuro, relembrando que essa possibilidade era conhecida antes de ser contratado como selecionador.

Sobre a próxima convocatória para o jogo com a Sérvia, a contar para a fase de qualificação para o Euro2016, a 29 de março, Fernando Santos diz ter um grupo de 44 jogadores escolhidos, dos quais irá escolher 23.

“O mais importante é que acredito na capacidade e na determinação dos jogadores e os que forem chamados para o jogo com a Sérvia irão dar uma grande resposta”, garantiu.

Fernando Santos foi questionado sobre o ‘clássico’ de hoje entre FC Porto e Sporting, mas preferiu não opinar. “Quando era treinador de clubes, respondia com naturalidade mas, agora, sou de todos”, disse.

O selecionador nacional participou na “Formação Contínua de Treinadores”, que decorre até hoje, no Funchal, e deixou elogios aos técnicos portugueses, dizendo que “são melhores que os outros”.