Apesar do nome, esta nova Taberna dos Gordos não é uma daquelas onde se encosta a barriga ao balcão para pedir um xiripiti ou um café com cheirinho. É, isso sim, um restaurante pequeno – senta apenas 18 pessoas – e tradicional. Tão tradicional, aliás, que tem os compêndios mais célebres do receituário luso, do Livro de Pantagruel à Cozinha Tradicional Portuguesa, de Maria de Lourdes Modesto, empilhados a um canto, a servir, ao mesmo tempo, de cábula e decoração.

taberna dos gordos,

Leitura útil para quem gere a cozinha de um restaurante / Hugo Amaral ©

À frente do projeto (ou atrás, depende das ocasiões) estão Tiago Marques e Ricardo Marques dois jovens de 26 e 25 anos, respetivamente, sem qualquer relação familiar, apesar do apelido comum. Liga-os mais a barriga proeminente e a barba respeitável, dois atributos bem expressos no nome e na placa do restaurante, que ainda é provisória – a definitiva está a ser talhada em madeira.

2 fotos

O espaço e a cozinha são tão informais como o nome do restaurante. Não havia muito dinheiro, houve imaginação. Há garrafas a servir de castiçais, serviços de cozinha que não combinam e caixas de vinho transformadas em bibelôs de ocasião.

A vertente gastronómica segue o mesmo espírito: tudo o que se usa na cozinha vem de pequenos produtores da zona de Mafra e Alverca e a lista de entradas (leia-se petiscos) é maior do que a dos pratos de carne e peixe juntas. A ideia, diz a dupla, é promover a habitual refeição focada na partilha, típica deste género de espaços. Alguns exemplos do que se pode encontrar: cogumelos com barriguinha fumada (3,50€), moelas do “galo xico” (3,30€), croquetes de morcela e pêra (3,80€) ou fritada à moda do arraial (3,80€). Na gama acima, a das escolhas mais substanciais, referência ao pernil estufado (13€), às bochechas de barrasco (10,50€) ou ao polvo panado com açorda (12€).

2 fotos

Durante a semana ao almoço há sempre um menu completo de 8€, um preço bastante competitivo tendo em conta a oferta do bairro. Há uma desvantagem, no entanto: esse menu não permite a escolha de prato. De resto, e como numa boa taberna, é tudo à vontade do freguês. Palavra de gordo.

Nome: Taberna dos Gordos
Morada: Rua do Monte Olivete, 63 (Príncipe Real), Lisboa.
Telefone: 21 395 0103
Horário: De segunda a sábado das 12h00 às 15h00 e das 19h00 à 00h00
Preço médio: 20€
Reservas: Aceitam