O valor já foi acordado: a empresa de telecomunicações finlandesa Nokia Corp. irá comprar a rival Alcatel-Lucent por 15,6 mil milhões de euros. De acordo com a publicação The Verge, o acordo para a fusão das empresas ficará definitivamente fechado no primeiro semestre de 2016.

O processo de compra prevê a aquisição por parte da Nokia Corp. de todas as ações da Alcatel-Lucent, que está avaliada no mercado em 11 mil milhões de euros. Os investidores da Alcatel irão receber 0,55 ações da Nokia por cada ação da Alcatel que possuírem (segundo o acordo, uma ação da Alcatel vale aproximadamente duas ações da Nokia), afirmaram as companhias esta quarta-feira.

Em suma: se um investidor for dono de uma ação da Alcatel, após a fusão, esta vai se converter em aproximadamente meia ação da Nokia (num rácio de 1 para 0,55).

O preço oferecido por cada ação da Alcatel é de 4,27 euros/ação. Este valor é baseado no preço de encerramento das ações da Nokia nesta segunda-feira (dia 13 de abril) que atingiu os 7,77€/ação. Desse valor, aplicando a proporção de 0,55 por ação, resulta num preço implícito de 4,27€ por cada ação da Alcatel, revelasite oficial da Nokia.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A fusão tem o objetivo de criar uma rede de equipamentos de telecomunicações capaz de rivalizar com a líder do setor, a Ericsson, e com a chinesa Huawei Technologies, nas áreas de comunicações sem fios e de equipamentos para a instalação de Internet.

A compra por parte da Nokia representa um ponto de viragem para a empresa que há apenas dois anos esteve à beira do colapso, devido a dificuldades financeiras. Em 2014, a finlandesa vendeu a divisão que abrangia o design, o fabrico e a comercialização de dispositivos móveis à norte-americana Microsoft.