O governador do estado de Maryland acaba de declarar o estado de emergência em resposta à instabilidade registada em Baltimore. Sete polícias ficaram feridos esta segunda-feira durante protestos nas ruas de Baltimore – protestos esses motivados pela morte de Freddie Gray, conta a CNN. As circunstâncias dessa morte ainda não foram clarificadas.

“Esta tarde, um grupo de criminosos atrozes atacou os nossos agentes. Até agora, temos sete agentes com lesões graves, incluindo ossos partidos e um agente que está inconsciente”, disse aos jornalistas o capitão Eric Kowalczyk.

A presidente da Câmara da cidade norte-americana de Baltimore decretou hoje o recolher obrigatório na cidade a partir das 22:00 locais de terça-feira, depois de violentos protestos após a morte de um jovem negro.

Em conferência de imprensa, Stephanie Rawlings-Blake, do Partido Democrata, explicou que o recolher obrigatório foi imposto a partir das 21:00 locais para os menores de 14 anos e tem efeitos até às 05:00 locais e estará em vigor durante uma semana.

Os vídeos que estão a circular nas redes sociais e nas televisões norte-americanas demonstram bem a violência dos confrontos. Entre carros destruídos, pedras, tijolos e garrafas lançadas aos polícias e lojas saqueadas, vê-se de tudo nas imagens. A CNN diz que a polícia terá chegado a usar gás lacrimogéneo e que prometeu prender os homens responsáveis pelos distúrbios nas ruas de Baltimore.

“Vocês vão ver gás lacrimogéneo. Vocês vão ver bolas de pimenta. Iremos usar métodos apropriados para assegurar que estamos aptos a preservar a segurança da comunidade”, avisou Kowalczyk. A polícia do Estado de Maryland ordenou o envio de mais 40 soldados para Baltimore, que assim se juntarão aos 42 militares já presentes no local. Há relatos, aliás, que indicam que, desde quinta-feira, 280 soldados já prestaram auxílio na cidade.

No início do dia, diz a CNN, o Departamento da Polícia de Baltimore terá recebido uma “ameaça credível” que anunciava uma fusão entre gangs para eliminar agentes de autoridade. Este motim terá evoluído depois do funeral de Freddie Gray, o tal jovem de 25 anos que perdeu a vida uma semana depois de ser detido no dia 12 de abril. As razões da morte estarão ligadas à fratura da medula espinal.