Transportes de Lisboa

Futuro dono da TAP também está interessado na Carris

228

Consórcio Barraqueiro/TCC, de Humberto Pedrosa, apresentou uma proposta para gerir a Carris. Franceses da RATP, Alsa International Express, Avanza e Transdev também estão na corrida.

MIGUEL A. LOPES/LUSA

O Governo recebeu esta segunda-feira cinco propostas de interessados na subconcessão da Carris e do Metropolitano de Lisboa. Os cinco são portugueses, franceses, espanhóis e britânicos, confirmou o Ministério da Economia. Um dos candidatos à gestão da Carris é o consórcio Barraqueiro/TCC, de Humberto Pedrosa, que também pertence, juntamente com David Neeleman ao consórcio Gateway – vencedor da corrida à privatização da TAP.

Das cinco propostas recebidas duas são para gerir de forma autónoma cada uma das empresas (uma para a Carris, outra para o Metro), enquanto as outras três propõem-se a gerir as duas empresas numa exploração conjunta.

Entre os que apresentaram uma proposta conjunta para a subconcessão das duas empresas encontra-se a transportadora parisiense RATP (Régie Autonome des Transports Parisiens), a britânica National Express e a espanhola Avanza. Na Carris estão interessados ainda a Barraqueiro – que faz parte do consórcio que recentemente venceu o concurso para a privatização da TAP – em conjunto a TCC (Transports Ciutat Comtal), que integra o consórcio que venceu o concurso público para a subconcessão da STCP, transportes públicos do Porto. Para a gestão do Metro de Lisboa candidatou-se ainda a francesa Transdev.

“Temos um processo competitivo como o Governo esperava e agora é preciso que a empresa e o próprio júri façam todos os procedimentos que se seguem, no sentido de podermos rapidamente tomar uma decisão”, disse o secretário de Estado dos Transportes Sérgio Monteiro, sem acrescentar pormenores, à margem da “Conferência Portugal-Timor Leste”, na Assembleia da República.

Em maio, fonte da Transportes de Lisboa tinha afirmado, numa resposta enviada à agência Lusa, que a empresa esperava receber “propostas de cerca de seis interessados, com propostas para a Carris, propostas para o Metro e propostas contemplando ambas as empresas”.

A Transportes de Lisboa, ‘holding’ que administra o Metropolitano de Lisboa e a Carris, além da Transtejo/Softlusa, revelou ainda que “foram 15 as entidades que levantaram o caderno de encargos”, sem adiantar quais, “dado o processo não estar fechado”. De fora desta subconcessão fica a Carristur, empresa dedicada ao turismo detida pela Carris.

Ainda em declarações à Lusa, no início de junho, o presidente da Transportes de Lisboa, Rui Loureiro, revelava que os contratos das subconcessões do Metropolitano de Lisboa e da Carris deviam estar assinados a partir de 15 de julho. O Governo aprovou a 26 de fevereiro a subconcessão Metro e da Carris e, em março, foi publicado em Diário da República o anúncio do concurso público internacional.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rdinis@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)