A temperatura em Pequim excedeu hoje os 40 graus, numa vaga de calor que deverá prolongar-se por mais dois dias e que já colocou a cidade sob alerta laranja, o segundo mais alto da escala.

Foi o primeiro alerta laranja deste verão e implica, nomeadamente, uma redução das horas de trabalho no exterior.

O calor, atribuído à falta de chuva, provocou também um elevado índice de poluição, disse hoje a agência noticiosa oficial Xinhua.

As temperaturas deverão começar a descer significativamente a partir de quarta-feira, dia 15, indicou o Serviço Meteorológico municipal, mas, segundo algumas previsões, nas próximas 24 horas, os termómetros poderão subir aos 44 graus.

Pequim é a sede de um município com cerca de 21,5 milhões de habitantes, quase seis milhões de veículos e uma área equivalente a metade da Bélgica.