O ex-árbitro internacional português Pedro Proença vai anunciar esta quinta-feira, às 10h30 da manhã, na Quinta das Lágrimas, em Coimbra, que vai ser candidato à presidência da Liga de Clubes.

O árbitro lisboeta, de 44 anos, que é, desde a sua retirada da arbitragem, em janeiro, membro do comité de árbitros da UEFA, vai concorrer contra Luís Duque, o atual presidente, e único candidato que se apresentou, por ora, às eleições.

O nome de Proença vem sendo falado nos bastidores do futebol português desde há várias semanas, mas agora, com a garantia de que o Futebol Clube do Porto (que apoiou Duque na primeira eleição) e o Sporting não vão apoiar o atual presidente, ganhou novo impulso.

Luís Duque tem o apoio garantido de oito clubes: Benfica, Braga, Belenenses, Boavista, Tondela, Oriental, Mafra e Farense. Mas, sabe o Observador, a reunião que Pedro Proença teve, esta quarta-feira de manhã, em Oliveira de Azeméis, com todos os clubes da II Liga, fê-lo avançar, tendo Proença considerado ter hipóteses (e apoios) para ser eleito.

As eleições para a Liga de Clubes são a 28 de julho, mas a data limite para entrega de candidaturas é amanhã, quinta-feira, até às 18h.

Pedro Proença chegou à primeira categoria da arbitragem nacional em 1998. Em 2003 foi designado árbitro internacional. Apitou 178 jogos na Liga Portuguesa, 49 nas competições europeias de clubes e 26 em jogos oficiais de seleções. Proença foi o primeiro árbitro a dirigir no mesmo ano, em 2012, as finais da Liga dos Campeões e do Campeonato da Europa.