Parte do sucesso das políticas nazis de Adolf Hitler deveu-se à capacidade oratória que detinha. Contam os especialistas na matéria que sabia o que dizer e como dizer. “Ele era um orador absolutamente hipnotizante e estas imagens mostram que era algo em que trabalhava muito”, afirma Roger Moorhouse, um historiador britânico que dedicou grande parte da sua vida à pesquisa sobre o líder nazi.

Mas que imagens são estas? Ciente de que a linguagem corporal também tinha poder de persuasão junto do público, Hitler terá pedido ao fotógrafo pessoal Heinrich Hoffman que o fotografasse para treinar posições visualmente impactantes que o auxiliassem a conquistar o público. “Era um político muito moderno. E preocupava-se com a maneira como aparecia em público, com a persona pública”, explica o historiador.

E resultava, garantem os especialistas. “Ele tinha a habilidade de fazer com que as pessoas parassem de pensar criticamente e serem apenas emotivas”, recordava Egon Hanfstaengl, um empresário que era amigo pessoal do alemão.

Acontece que estas fotografias não deixaram Hitler satisfeito. Por isso o Führer decidiu que não seriam posturas que pudesse adotar enquanto falava para o público. E pediu que as fotos fossem destruídas… Só que nunca o foram. “Temos estas imagens agora de Hitler em que aparece quase como um palhaço, mas os discursos faziam com que as pessoas acreditassem verdadeiramente que ele os levaria de volta à grandeza”, realça o historiador Roger Moorhouse.