É de Itália que chega a ideia: Giulia Bernardelli deixa a gravidade atuar sobre chávenas de café e depois transforma o líquido entornado em caravelas, rostos ou animais. “Decidi substituir o pincel pelo que a natureza tem para oferecer, sejam folhas ou frutas”, explica a artista de 27 anos com um bacharelato em Belas Artes.

Os momentos em que ela própria degusta o café é também a altura ideal para decidir a imagem que criará a seguir. Mas esta forma de arte não é a principal ocupação da italiana, que trabalha com crianças num museu. Toda a obra de Giulia Bernardelli é espontânea. E pode conhecê-la melhor no Instagram da artista.