A zona dos Hamptons, nos Estados Unidos da América, é sinónimo de luxo. E é, por norma, o local de férias preferido pela nata nova-iorquina, que procura o sol nas praias locais e o conforto nas casas de enormes dimensões que marcam a paisagem. A mansão conhecida como “Briar Patch” não foge à regra, não fosse ela a casa para venda mais cara do país, de acordo com a imobiliária Zillow.

Originalmente construída em 1931 — e atualizada pelo afamado arquiteto Peter Marino em 1990 –, a mansão pode ser adquirida pela módica quantia de 140 milhões de dólares, o equivalente a 127 milhões de euros.

zillow

Captura de ecrã do site Zillow

Localizada em East Hampton, em Nova Iorque, a propriedade estende-se por mais de 100 mil metros quadrados de área e pertence ainda a Chris Whittle — em tempos o publisher da revista Esquire –, que comprou a mansão em 1989. É precisamente Whittle quem tenciona desfazer-se do imóvel, o qual tem um total de 10 quartos (quatro deles estão numa segunda habitação).

zillow 2

Captura de ecrã do site Zillow

Da propriedade fazem ainda parte um lago privado, que serve de habitat para cisnes e garças (entre outros animais selvagens), mas também uma piscina e um court de ténis. A garagem, essa, tem espaço suficiente para albergar quatro carros e há ainda um ginásio no terceiro piso da casa principal com uma vista privilegiada para o oceano Atlântico.